Se você quer saber como ter mais produtividade, sentir mais satisfação com o próprio trabalho e ainda conseguir diminuir a ansiedade, existe uma solução: entrar em estado de flow.

Em vez de passar horas tentando aplicar técnicas de produtividade, ou life hacks como os descolados gostam de chamar, você pode dominar somente este conceito para ver os seus resultados deslancharem.

Neste artigo, vamos explicar passo a passo por que o estado de flow é importante, o que exatamente significa estar em fluxo e como entrar nesse estado ótimo deliberadamente.

Nós também vamos mostrar como a ciência explica o estado de flow e como você pode utilizar essas ideias para se destacar na sua área de atuação. Então continue lendo para saber:

  • Por que o estado de flow é tão importante
  • O que é estado de flow, segundo Mihaly Csikszentmihalyi
  • Como entrar em estado de flow: as 7 condições essenciais
  • O gráfico que esclarece o estado de flow
  • Como usar o estado de flow para melhorar sua qualidade de vida

Tudo certo para começar? Então vamos entender primeiro por que o estado de flow é algo tão importante.

Por que o estado de flow é tão importante

Estado de Flow
Você já teve a sensação de começar a fazer alguma coisa e sentir-se tão absorvido por ela que nem sente o tempo passar? Já chegou a ficar horas imerso em uma atividade sem que as distrações do mundo tirassem a sua concentração?

Se sim, parabéns. Você já conhece o estado de flow.

O filósofo francês Louis Lavelle (1883 – 1951) descreve esse estado de maneira belíssima e muito precisa:

A alegria, um grande pensamento, um interesse exclusivo, tudo o que, na vida, tem o caráter do absoluto suspende o decurso do tempo. […] Enquanto me aplico por inteiro ao objeto que me ocupa, enquanto não me separo dele, todo o restante à minha volta pode desenrolar-se no tempo: minha consciência, no entanto, subtrair-se-á a isso.

E por que o estado de flow é tão importante?

Por que quando estamos nesse estado de concentração, corpo e mente fluem em perfeita harmonia em um verdadeiro estado de excelência. A sensação de alta motivação, alta concentração e alta energia é tão grande que cientistas da Universidade de Chicago consideram o estado de flow algo muito próximo do que a maioria das pessoas chama de felicidade.

Esses mesmos pesquisadores chegaram à conclusão de que, quanto mais vezes você entra em estado de flow, maior será a sua qualidade de vida e sua sensação de felicidade. E, curiosamente, os estudos demonstraram que a maior parte dos voluntários pesquisados entravam em estado de flow quando estavam trabalhando.

Entre esses cientistas, um nome se destaca: o do psicólogo Mihaly Csikszentmihalyi, autor de Flow: The Psychology of Optimal Experience. E é ele quem nos dá o conceito do estado de fluxo.

O que é estado de flow, segundo Mihaly Csikszentmihalyi

https://www.youtube.com/watch?v=fXIeFJCqsPs

De origem húngara, Mihaly Csikszentmihalyi conta que era criança durante a Segunda Guerra Mundial. E observava como as pessoas se tornavam infelizes à medida que perdiam emprego, família e amigos.

Ele diz em sua famosa palestra do TED Talks que decidiu buscar o que faria a vida valer a pena. Estudou filosofia, religião e arte, e acabou formando-se em psicologia para pesquisar as raízes da felicidade.

Entrevistando músicos, escritores e cientistas, Csikszentmihalyi percebeu que todos eles descreviam que seus melhores trabalhos surgiam quando eles entravam em uma espécie de êxtase, quando tudo ao redor deles parecia simplesmente desaparecer.

Está gostando deste texto?

Conecte seu Facebook para encarar desafios, encontrar parceiros e vencer seus objetivos. É gratuito, basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext

Ele então batizou essa sensação de diminuição da autoconsciência como estado de flow. Um estado em que imergimos com foco em apenas uma atividade de tal forma que tudo o mais parece não mais existir.

As principais características do estado de flow são:

  • Diminuição da autoconsciência
  • Equilíbrio entre o desafio e as habilidades pessoais
  • União entre ação e pensamento
  • Eliminação do medo do fracasso
  • Sensação contínua de prazer diante da jornada de realização da atividade
  • A atividade como objetivo por si só, independente do resultado final
  • Faz-se o que quer com segurança
  • Distorção da noção de tempo
  • Eliminação das distrações de forma natural

A questão é que a maioria de nós não sabe entrar em estado de flow deliberadamente. Ele apenas acontece, de vez em quando, ao começarmos a praticar determinada atividade que por algum motivo ativa nossa concentração máxima.

Em vez disso, não seria bom ter um método, um passo a passo para entrarmos nesse estado ótimo de forma intencional, sempre que quisermos?

Como entrar em estado de flow: as 7 condições essenciais

Condições do Estado de Flow
Em sua obra, Mihaly Csikszentmihalyi lista sete condições essenciais para o estado de flow:

  1. Envolvimento no que você está fazendo de forma focada.
  2. Sensação de êxtase, de estar fora da realidade cotidiana.
  3. Sentimento de clareza, de saber o que precisa ser feito e quão bem está sendo feito.
  4. Consciência de que a atividade é possível de ser feita, de que somos capazes de fazê-la.
  5. Sentimento de serenidade: nenhuma preocupação sobre si mesmo e um sentimento de estar além das fronteiras do ego.
  6. Perda da noção do tempo, com foco no momento presente, com a sensação de que horas passam como minutos.
  7. Motivação intrínseca pela própria jornada: o resultado final não interessa tanto quanto a motivação de fazê-lo.

Para entrar nesse estado deliberadamente, portanto, você deve criar um ritual que favoreça o aparecimento dessas condições.

Por exemplo, para ter mais foco, é recomendável que você encontre um ambiente de trabalho que favoreça a concentração. Pode ser um lugar silencioso, sem internet, com o celular desligado, etc.

Para ter mais clareza, estabeleça metas desafiadoras, mas cujos objetivos possam ser alcançados, dividindo-as em objetivos menores. Para ter motivação intrínseca, aprenda a aproveitar o caminho tanto quanto o destino final.

8 atitudes para entrar em flow intencionalmente

Como entrar em Estado de Flow
Segundo Csikszentmihalyi, existem oito atitudes que você pode tomar para entrar em estado de flow deliberadamente:

  • Fazer de cada atividade uma tarefa ou um jogo
  • Concentrar-se na atividade, buscando a transcendência ou o êxtase
  • Estabelecer metas desafiadoras, mas realistas
  • Buscar realizar o máximo da atividade (e não o máximo do esforço)
  • Manter-se atento e controlar o estado de consciência
  • Não buscar apenas o resultado final e o sucesso
  • Acabar com a procrastinação e com a vontade de não fazer as atividades cotidianas corretamente
  • Se deixar levar pelo processo de realização da atividade

Sonja Lyubomirsky, psicóloga da Universidade de Harvard, afirma que esse tipo de atividade intencional é responsável por 40% de nossa sensação de felicidade, sendo o restante composto por componentes genéticos (50%) e momentos circunstanciais (10%).

Dos três componentes, a atividade intencional é aquele sobre o qual temos maior controle.

A nosso ver, uma das melhores maneiras de você aprender o que funciona para você entrar em flow é atuar como um cientista da sua realidade.

O que isso quer dizer?

Quer dizer que, quando você entrar no fluxo, observe quais eram as condições para isso. O que você estava fazendo? O que não estava fazendo? Onde você estava? O que motivava sua concentração?

Tome nota dessas condições. Na próxima vez que se perceber em estado de flow, tome nota novamente. Depois de algumas vezes, compare suas anotações e observe que circunstâncias sempre se repetem para você entrar no fluxo.

Fazendo isso, você saberá o que funciona para você, em vez de ter que usar uma lista genérica que funcione para todo mundo.

O gráfico que esclarece o estado de flow

Gráfico do Estado de Flow

Quando estava pesquisando cientificamente o estado de flow, Csikszentmihalyi e sua equipe desenvolveram o Método de Amostragem da Experiência, um procedimento para notificar periodicamente os participantes do estudo a preencherem um formulário relatando como estavam se sentindo.

A ideia era tornar mais objetivo um conceito que era subjetivo. Afinal, como estudar cientificamente sentimentos tão particulares quanto satisfação, imersão e felicidade?

O Método tentou fazer isso perguntando periodicamente aos pesquisados quando, onde, o quê, por que e com quem eles estavam quando entravam no fluxo.

Cruzando dados, o estudo concluiu que o estado de flow depende da relação entre o desafio proposto e as habilidades pessoais para lidar com a atividade demandada.

Essa relação entre o nível do desafio e o nível da habilidade resultou em um gráfico de três dimensões com as seguintes características:

  1. Se o desafio estivesse em um nível alto e as habilidades em um nível baixo, o indivíduo experimentava ansiedade
  2. Se o desafio estivesse em um nível baixo e as habilidades em um nível alto, o indivíduo experimentava tédio
  3. Se houvesse compatibilidade entre desafio e habilidade, o indivíduo experimentava o flow

Com o tempo, os pesquisadores perceberam que não bastava a compatibilidade entre desafio e habilidade para que o flow acontecesse. Ambos também teriam que estar em um nível alto.

O gráfico definitivo

Essa evolução levou ao gráfico definitivo do estado de flow, que contém oito dimensões:
Gráfico do Estado de Flow

Clique aqui para baixar uma versão do gráfico em português em alta resolução para impressão.

Imprima esse gráfico em português ou o deixe com fácil acesso em seu computador ou celular. Quando estiver sentindo ansiedade, preocupação, tédio ou qualquer outro sentimento ali disposto, observe qual o nível do desafio que está gerando esse sentimento e qual o seu nível de habilidade para superar esse desafio.

Caso as suas respostas batam com os resultados do estudo, você terá uma excepcional ferramenta em mãos não apenas para entender o que sente, mas também para alterar seus sentimentos ou baixando o nível do desafio ou melhorando suas habilidades pessoais.

Conclusão: como usar o estado de flow para melhorar sua qualidade de vida

Estado de Flow e qualidade de vida
Neste artigo, vimos por que o estado de flow é importante, o que exatamente é esse estado e como você pode entrar nele deliberadamente.

Com certeza em algum momento da vida você já deve ter experimento a excepcional sensação de estar no fluxo, realizando uma atividade profissional ou até mesmo um hobby esquecendo-se do mundo ao redor, vivendo exclusivamente o momento presente, livre de preocupações.

É provável que você tenha experimentado sensações como:

  • A certeza de que a tarefa poderia ser finalizada
  • A concentração naquilo que você estava fazendo
  • A clareza dos objetivos da tarefa
  • O feedback imediato à medida em que a tarefa ia sendo realizada
  • O envolvimento profundo e sem esforço na atividade
  • A sensação de controle sobre o que você estava fazendo
  • O desaparecimento da preocupação com o ego, especialmente ao final da experiência
  • A alteração na percepção da passagem do tempo

Agora imagine poder ter essas sensações sempre que quiser, agindo não simplesmente em função de um resultado desejado, mas pela certeza de estar realizando algo relevante e que traz bem-estar.

Aprender intencionalmente a sincronizar sentimentos, intenções e pensamentos para entrar em estado de flow é uma das mais importantes habilidades que você pode aprender para melhorar a sua qualidade de vida.

Recomendamos fortemente que você assista ao TED acima e estude a obra de Csikszentmihalyi com atenção para dominar a arte de entrar no fluxo.

André Valongueiro

André Valongueiro é coach, educador e escritor. Vive a vida nos seus próprios termos, viajando o mundo enquanto trabalha 100% online. Aprendeu a arte de realizar sonhos com paz e sem ansiedade e quer ajudar você a fazer o mesmo. Visite o blog pessoal.

Walmar Andrade

Walmar Andrade é bacharel em Comunicação Social, com extensão em jornalismo on-line (UFPE), MBA em Planejamento, Gestão e Marketing Digital (FECAP-SP) e Master en Comunicación Empresarial (INSA-Barcelona). Escreve sobre comunicação e marketing digital no blog Fator W.

15 Comentários

  1. Muito bom artigo! Vocês deviam postar mais!!!

    Responder
    • Valeu, Andreia! Estamos com a meta de publicar um post por semana. Não publicamos muito, mas sempre buscamos publicar com qualidade.

      Abs!

      Responder
  2. comigo acontece o estado de flow qndo estou fazendo algo que gosto, tipo ler notícia, conversar com amigos, jogar… é normal isso?

    Responder
    • É normal, Bruno. Geralmente o estado de flow aparece quando estamos fazendo justamente as coisas de que gostamos. Só que o truque é entrar nesse estado na hora de fazer coisas produtivas, de trabalho. Para os hobbies, geralmente não precisamos de muito esforço para perder a noção do tempo (pelo contrário).

      Abs!

      Responder
  3. André é o fã nº1 de Louis Lavelle :D

    Responder
    • Fã número zero, Olívia. Minha vida mudou muito desde que comecei e estudar os livros do Lavelle. Ainda não conheci autor ou filósofo capaz de descrever também e de maneira tão bonita os movimentos do nosso mundo interior. Lavelle é demais! ;-)

      Responder
  4. Gostei muito do que li,com certeza vou sempre desejar ver o seguinte texto, muito obrigada ,boa madrugada e até breve???

    Responder
    • Obrigado, Clelia. Volte sempre que desejar, o artigo estará sempre aqui, disponível para você. Não deixe de compartilhar com os amigos, é realmente um tema muito importante. Aproveite o dia!

      Responder
  5. Excelente Artigo, como sempre! Vi o Bruno dizer ali em cima que é fácil entrar em Flow quando estamos fazendo algo que gostamos (mesmo que seja trabalho). Comigo é o mesmo! O desafio é atingir esse estado nas coisas que não gostamos, mas que ainda precisamos fazer…

    Responder
    • Obrigado, Martha. É, o grande desafio é entrar deliberadamente em flow quando precisamos fazer algo que não gostamos tanto ou até detestamos. Precisamos tentar, não há outra maneira de aprender a fazer isso. Sucesso!

      Responder
  6. Joia pessoal, essa técnica também se aplica bastante pra gestão de equipes

    Responder
    • Verdade, Guilherme. Um troço bom para flow em equipe é todo mundo com seu headphone :P

      Responder
  7. Onde está o gráfico em português? O link não funciona.

    Responder
  8. Vou recomeçar meus estudos pra concurso e me deparo com um artigo excelente desse. Obrigado jovens!
    Acho que todos que jogam videogame já entraram no ”flow”, quem joga sabe. Imagine canalizar aquela concentração, determinação e energia e mergulhar nos estudos!?

    Responder
    • Esse é o espírito da coisa, Matheus. Se aprendermos e entrar em flow deliberadamente todas as nossas atividades se tornarão mais fáceis e prazerosas. Boa sorte com os estudos!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3.081 membros Ícone do Desafio jfb_p_buttontext

Não perca essa oportunidade:
Comece a mudar agora mesmo

Basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext