A primeira parada da série Mude pelo Mundo é San Francisco, Califórnia. Falei um pouco sobre a cidade neste post do desafio Aprender outros idiomas, mas o foco agora são as opções para o viajante comum.

Minha primeira surpresa ao chegar a San Francisco foi o tamanho da cidade, muito menor do que eu poderia imaginar.

Quando você pensa em uma das cidades mais famosas dos Estados Unidos, com mais de 800 mil habitantes, espera algo grande. No entanto, todo esse povo vive “espremido” em uma área de cerca de 120 metros quadrados, o que torna San Francisco a segunda cidade mais densamente povoada dos EUA.

O ponto positivo é que, mesmo com poucos dias de viagem, dá para conhecer todos os locais importantes da cidade.

O deslocamento por lá é muito fácil. Os Estados Unidos não são conhecidos por ter um transporte público muito bom, porém San Francisco parece ser uma exceção. É possível trafegar por lá de metrô (que eles chamam de Bart), de ônibus tradicional, de veículo leve sobre trilhos (chamados de Muni) e ainda com o tradicional bondinho (ou cable car).

No vídeo abaixo, mostro um pouco dos lugares que mais gostei em San Francisco. Falarei brevemente sobre cada um deles, com dicas para você aproveitar melhor a cidade.

Pier 39, o coração turístico de San Francisco

O ponto de partida de turistas em San Francisco é o Pier 39. Um pier, se você não é de cidades litorâneas, é uma uma passarela sobre a água, suportada por largas estacas ou pilares. Ao longo da costa de San Francisco, existem diversos píeres, alguns portuários, outros com armazéns e restaurantes. Essa região é conhecida como Fihserman’s Wharf (cais do pescador, em inglês).

No Pier 39, concentram-se diversas lojinhas para turistas, música ao vivo, um pequeno parque de diversões, acesso ao projeto de preservação de leões marinhos e um bocado de restaurantes. O mais bacana deles é o Bubba Gump Shrimp Co., o famoso restaurante “criado” no filme por Forrest Gump e pelo pescador de camarões Benjamin Buford Blue, o Bubba.

O restaurante é temático (foi inaugurado com base no filme) e traz inúmeras menções a Forrest Gump, incluindo uma lojinha com muita memorabilia do filme. Enquanto você estiver comendo por lá, é possível que as garçonetes interrompam as mesas para fazer um quiz sobre a história de Forrest Gump. A mesa que acerta mais acaba ganhando um brinde.

Passeio de barco em San Francisco

San Francisco Golden Gate

Passando por baixo da Ponte Golden Gate (Foto: Cecília Tapety)

Diversos passeios de barco saem das proximidades do Pier 39. O mais tradicional deles é o que passa por baixo da famosa Ponte Golden Gate e depois contorna a não menos famosa Ilha de Alcatraz, onde ficava o presídio de mesmo nome.

Ponte Golden Gate e o Presidio

Ao pé da Ponte Golden Gate, existe um parque enorme chamado The Presidio. O turista desavisado pode achar que este parque é o Golden Gate Park, mas não. O Golden Gate Park fica mais distante da ponte, não dá nem para ir a pé.

The Presidio era uma antiga base militar, transformada em parque em 1994. A parte mais interessante é justamente o pé da ponte, onde existem informações históricas sobre a construção do mais famoso cartão postal de San Francisco.

De lá é possível atravessar a ponte a pé, de San Francisco até a cidade vizinha de Sausalito. Infelizmente, no dia que fui estava com bastante neblina, então não deu para aproveitar muito a vista da ponte.

San Francisco Presidio

Pé da Ponte Golden Gate, no parque Presidio (Foto: Walmar Andrade)

A ponte tem quase três quilômetros de extensão, o que dá seis para ida e volta. Se você não estiver com disposição para encarar a travessia a pé, existem diversas empresas que alugam bicicletas nas proximidades. Uma dica para os mais fisicamente condicionados é pegar a bike ainda no Pier 39 e pedalar até a ponte.

A outra ponte famosa de San Francisco é a Bay Bridge, que liga a cidade a Oakland. Cinza, com dois andares e com o dobro de extensão da Ponte Golden Gate, a Bay Bridge foi inaugurada um ano antes da Golden Gate. Não é possível atravessar a ponte a pé ou de bicicleta, só de automóvel.

Ilha de Alcatraz

San Francisco Alcatraz

O nome da Ilha de Alcatraz, de origem espanhola, vem de um pássaro da mesma família dos pelicanos. (Foto: Walmar Andrade)

A famosa Ilha de Alcatraz também era uma base militar, mas foi transformada em prisão em 1867. Considerada a prisão mais segura do mundo na época, acabou sofrendo algumas fugas que hoje são verdadeiras lendas em San Francisco.

Em 1963, a prisão foi desativada. Até hoje, entretanto, a exploração turística da ilha se baseia na fama do presídio. Existe um disputado tour noturno para Alcatraz, no qual o áudio-guia dos turistas foi gravado por ex-presidiários. Se você estiver interessado, é preciso procurar comprar os ingressos com antecedência.

Twin Peaks e Coit Tower

A cidade fictícia de Twin Peaks na famosa séria homônima de David Lynch ficava no estado de Washington. Os verdadeiros Twin Peaks (picos gêmeos, em inglês) ficam em San Francisco e oferecem uma visão panorâmica da cidade.

Para chegar lá, pegue o Muni 37 Corbett. Mas só vá em dias limpos, pois se estiver neblina (o famoso fog de San Francisco) não vai dar para ver nada.

Uma opção menos aventureira para ter uma vista panorâmica é a Coit Tower, uma torre de 64 metros que fica no bairro de Telegraph Hill. A subida é por um elevador um tanto quanto claustrofóbico, mas a vista lá de cima compensa.

Lombard Street, a rua com mais curvas do mundo

San Francisco Lombard Street

As curvas da estrada de San Francisco (Foto: Pachd)

Da Coit Tower é possível ir a pé até o quarteirão da Lombard Street conhecido por ter a rua com mais curvas do mundo. A Lombard é uma rua grande, com 12 quarteirões, porém em um deles as curvas tomam conta.

É uma visão bastante inusitada, sobretudo quando vários carros estão descendo e só se ouvem os pneus “cantando”. São oito curvas fechadas, criadas em 1922, segundo consta, para reduzir a velocidade dos carros na descida.

O famoso bondinho

San Francisco Bondinho Cable Car

O famoso bondinho de San Francisco (Foto: San Francisco.Travel)

O bondinho de San Francisco, chamado por lá de “cable car”, é uma marca registrada da cidade. Não é o meio mais eficiente de transporte, já que a passagem custa o triplo dos ônibus normais.

Apenas três linhas ainda são feitas pelo bondinho. Duas que vão da Union Square (famoso bloco que conentra diversas lojas, sobretudo de roupas) até o Fisherman’s Wharf e a outra ao longo da California Street.

Se você pretende visitar as curvas da Lombard Street, dá para pegar o bondinho do centro para lá, com uma pequena caminhada após a descida.

The Lands End

San Francisco Lands End

Vista do Lands End (Foto: Poetic Shutterbug)

Na costa oeste da cidade fica o ponto que achei mais bonito da Califórnia: The Lands End. Trata-se de um enorme parque com quatro trilhas e vistas espetaculares.

A maior das trilhas, Coastal Trail, sai do Lands End e vai até o Presidio, ao pé da Ponte Golden Gate. Eu fiz a menor, chamada El Camino del Mar, que é possível ser percorrida sem dificuldades.

O acesso é pela linha 38 do ônibus, que leva um bom tempo para chegar por lá. Mas vale cada minuto.

Market Street, Union Square e o Civic Centre

Se você gosta de compras, deve visitar a Market Street, uma rua diagonal que corta um bom pedaço da cidade. Perto dali também fica o ponto mais famoso de compras, a Union Square, onde é possível encontrar as marcas de roupas mais famosas. Algumas empresas também possuem sede na Market Street, como o Twitter.

Caminhando ao longo da Market Street é possível chegar ao Civic Centre, onde ficam concentrados os prédios públicos da cidade, além de instituições culturais como a ópera e a biblioteca pública. A região também concentra muitas igrejas, que oferecem três refeições grátis ao dia para os mendigos da cidade.

Por esse motivo, o Civic Centre concentra boa parte dos sem-teto de San Francisco. Ouvi falar por lá, inclusive, que a cidade é a que concentra o maior número de mendigos nos Estados Unidos. Caminhar à noite pelo Civic Centre não é muito recomendado.

Voltando às compras: existem alguns shoppings outlets ao redor de San Francisco, mas não fui a nenhum deles. Alguns amigos foram e disseram que não são tão bons quanto os que se encontram nas proximidades de Miami, Orlando e Nova York. No entanto, não sou a pessoa mais indicada para falar sobre compras.

Baseball e futebol americano

Parada do San Francisco Giants

Parada comemorativa do San Francisco Giants pela vitória no World Series 2012 (Foto: Walmar Andrade)

San Francisco possui times famosos de baseball e futebol americano.

O San Francisco Giants é o atual campeão do World Series no baseball. Também já faturou a Major League Baseball sete vezes.

Estava por lá quando o time conquistou o World Series e é impressionante o fanatismo da cidade. Todos os ônibus exibiam nos letreiros o grito de guerra “Go Giants!” e era muito comum ver nas ruas pessoas trajando adereços preto e laranja, as cores do time.

Quando conquista o World Series, o time é considerado o campeão mundial da categoria. Uma parada em comemoração parou a cidade no 31 de outubro, dia do Halloween. A Market Street foi fechada e um desfile que mais parecia carnaval tomou conta da cidade.

O time de futebol americano é o San Francisco 49ers, que joga na NFC West, divisão da National Football League (NFL). A equipe ganhou fama ao vencer cinco edições do Super Bowl em 14 anos, entre 1981 e 1994.

Os 49ers possuem um estádio para 70 mil pessoas localizado na parte oeste de San Francisco. Há planos da equipe para construir um novo estádio na cidade vizinha de Santa Clara até 2014.

The Haight e os hippies

San Francisco também é famosa por ter sido a grande difusora do movimento hippie nos anos 1960. Hoje em dia, os hippies e seus descendentes concentram-se no distrito de Haight-Ashbury, a oeste do Golden Gate Park.

Originalmente o bairro abrigava pessoas que não tinham condições de morar nos bairros mais ricos. Hoje em dia ele já está totalmente integrado à cidade, mas caminhar pelas ruas do Haight é bem engraçado. Dá para ver muita gente que parece ter parado na década de 1960, além de ver lojas e brechós que exploram a cultura hippie.

Se você for por lá, não deixe de visitar a casa da banda Grateful Dead (710 Ashbury at Waller, acima da Haight Street) e da cantora Janis Joplin (122 Lyon Street).

Aliás, se você se interessa por hippies, beatniks e contracultura em geral, visite o Beat Museum (540 Broadway), em North Beach. Era nessa área em que viviam Jack Kerouac (autor de On The Road) e seus parceiros.

Outro bairro conhecido é o Castro, que já foi considerado o “bairro gay” mais famoso do mundo.

The Painted Ladies

San Francisco Casas Vitorianas

As famosas casas em estilo vitoriano (Foto: San Francisco.Travel)

Um quarteirão no bairro do Alamo é conhecido por ser um dos pontos mais fotografados de San Francisco. Isso porque o lugar abriga uma rua com uma dezena de casas lado a lado em estilo vitoriano, que contrastam com um pano de fundo repleto de arranha-céus e prédios modernos.

Algumas das casas são abertas a visitação, com guias turísticos e tudo mais. Para achar as casas, procure o cruzamento da rua Hayes com a Steiner Street.

Atrações fora da cidade

Berkeley

Pegando o metrô no centro de San Francisco é possível chegar a Berkeley, pequena (120 mil habitantes) cidade vizinha famosa por abrigar uma das sedes da Universidade da Califórnia. Diferente de San Francisco, Berkeley é bem limpinha e organizada, com estudantes circulando para todos os lados.

Napa Valley

Se você gosta de vinhos, não pode deixar de visitar o Napa Valley, localizado no condado de Napa. Trata-se do segundo lugar mais visitado por turistas na Califórnia, perdendo apenas para Disneylândia.

Existem tours de degustação de vinhos saindo de San Francisco até o Napa Valley. Lá também existe um serviço de trem, o Napa Valley Wine Train, com vagões repletos de adegas e outros mimos para quem curte a bebida

Vale do Silício

O Silicon Valley fica ao sul de San Francisco e é famoso por abrigar as maiores empresas de tecnologia do mundo, incluindo Apple, Google, Facebook, eBay e muitas outras. Algumas dessas empresas oferecem tours em suas sedes.

Sites úteis

  • Hotel California: blog da brasileira Maryanne McD, que mora na Califórnia desde 2003. A empresária oferece tours por pontos famosos de San Francisco e arredores, especialmente para brasileiros.
  • Viagem e Voo: blog da jornalista Talita Ribeiro, especializado em turismo. Talita está passando uma temporada em San Francisco e publica uma série de dicas interessantes.
  • San Francisco.Travel: Site local com a programação completa da cidade. Possui uma também uma versão em português.

Suas dicas

Você já visitou San Francisco? Então deixe nos comentários suas dicas sobre a cidade!

Receba as atualizações

Publicado por Walmar Andrade

Criador do Mude.nu, Walmar Andrade é bacharel em Comunicação Social, com extensão em jornalismo on-line (UFPE), MBA em Planejamento, Gestão e Marketing Digital (FECAP-SP) e Master en Comunicación Empresarial (INSA-Barcelona). Escreve sobre comunicação e marketing digital no blog Fator W.

9 Comentários

  1. Boa Tarde Walmar, estou indo para San Francisco dia 06/10 e , tenho algumas dúvidas quanto a Ilha de Alcatraz, em qual píer pego a embarcação? E, posso comprar o ingresso para a ilha no dia? pode ser ingresso individual ou é só por excursão?
    Abraços Andréa

    Responder
    • Oi Andréa,

      Pode ser individual sim. Da vez que tentei os ingressos haviam esgotado, então acho melhor comprar com antecipação, não no dia. Não sei de qual Píer sai, mas é nos arredores do Píer 39.

      Boa viagem!

      Responder
  2. Estou pensando em ir para SF em dezembro com uma amiga e AMEI o seu post!! Obrigada pelas ótimas dicas!

    Beijos,

    Responder
  3. Oi, vou com uma amiga para SF em janeiro e estava procurando coisas sobre a cidade na internet e achei seu site e gostei demais das informações e dicas que você deu!
    Mas eu queria tirar uma dúvida contigo em relação a acomodação….
    Nós vamos ficar num quarto duplo e tal, mas estamos em dúvida do banheiro, porque o privado é mais caro e tal… Então pensamos em pegar o compartilhado. O que você acha? Me da uma ajudinha =/
    Obriagada!

    Responder
    • Oi Maria,

      Depende do seu nível de desprendimento com banheiros compartilhados. Quem não tem muita frescura com isso leva na boa, mas dependendo do lugar pode ser um banheiro bem ruim… enfim, não dá para falar sem conhecer o lugar :P

      Abraços!

      Responder
  4. Eu ja vivi em San Francisco é uma cidade maravilhosa neste monento estou de volta para meu pais Cabo Verde que tambem é um lugar maravilhoso vale pena visitar clima tropical

    Responder
  5. Olá. Vou para Sf na casa da minha família e já fui em todos os lugares que você citou. Teria algumas outras opções diferenciaras? Que sai do padrão comum?
    Obrigada
    Sharon

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *