Não ter problemas para começar a sua redação do Enem, evitar o tão famoso “branco” na hora da prova e, de quebra, ainda ganhar mais tempo para fazê-la lhe parece interessante?

Pois bem, no que diz respeito à prova do Enem, acredito que esses estão entre os principais problemas a serem contornados pelos vestibulandos. Principalmente com relação à redação, já que é a prova mais importante de todo o exame e ocupa um tempo precioso do mesmo.

Então, continue lendo este artigo, pois acredito que você aprenderá pontos extremamente valiosos e práticos, de tal modo que poderá aplicá-los na prova que fará no domingo.

Utilizaremos, dentre outras coisas, os mapas mentais para nos ajudar na nossa missão e tornar nossa vida mais simples e fácil. Além disso, faremos também as perguntas certas, perguntas que estimulem a nossa capacidade mental. Questionaremos a nós mesmos com qualidade, obtendo, por conseguinte, as respostas ideais.

Uma pergunta que responde

Caso não saiba, existem várias maneiras de se começar uma redação. Trataremos aqui de apenas uma dela: por meio de uma pergunta. Inicialmente, considerando que sequer elaboramos nosso título, vamos nos concentrar primeiramente na introdução, mais especificamente em nossa pergunta e tese. São elas que irão embasar todo o nosso processo de escrita.

Então, o que iremos fazer? Iremos elaborar uma pergunta. Beleza, isso eu já disse e você deve ter pensado o mesmo. Mas atenção: não vamos elaborar qualquer pergunta. Iremos analisar, dentro do tema, qual o ponto central que está causando todas as outras coisas mencionadas.

Quero que você pergunte-se: “o que os textos de apoio me dizem a respeito desse tema? Quais estão sendo as consequências?”

Por isso é importante saber aproveitar melhor os textos de apoio – eu falo isso de modo rico em detalhes no meu e-book. Mas não se preocupe, nobre leitor, estou aqui para ajudá-lo e não o deixarei na mão.

Vamos analisar aqui a proposta de redação do Enem 2012: O movimento imigratório para o Brasil no século XXI.

Respondendo às perguntas (O que os textos de apoio me dizem a respeito desse tema? Quais estão sendo as consequências?) para analisar os textos de apoio, vemos que a questão central é: as possíveis consequências de uma imigração para nosso País.

Logo, podemos iniciar nossa redação com a pergunta: “Será a imigração um problema para nosso País?”. Ou então: “Uma imigração desatinada poderia afetar o Brasil?”.

Você deve, pura e simplesmente, elaborar uma pergunta de tal modo que ela expresse se a consequências expostas nos textos de apoio causarão, ou não, problemas. Esse é o ponto! :-)

Começando com a tese

Agora, precisamos compor o início de nossa tese. A tese é, basicamente, seu ponto de vista com relação ao tema. Suponhamos que fossemos contra o movimento imigratório. Nesse caso deveríamos compor uma afirmação sobre o porquê disso. Essa afirmação é a tese e, nesse caso, você deve juntar sua tese aos argumentos.

Se nos perguntássemos sobre quais são as consequências que fariam com que não defendêssemos a imigração, lendo com atenção os textos de apoio, notaríamos alguns fatores, como:

  • Nos séculos XIX e XX alguns imigrantes contribuíram para história e cultura brasileira
  • Alguns imigrantes são profissionais qualificados do Haiti
  • A Defesa Civil ainda não providenciou abrigo para os imigrantes que entraram ilegalmente no Brasil pelo Acre

Estes seriam três argumentos válidos que poderiam embasar a nossa tese. Antes deles, implementaremos uma afirmação puramente de ligação, veja:

“Será a imigração um problema para nosso País? Uma série de consequências devem ser analisadas. Questões como a imposição de cultura, entrada de profissionais qualificados, além da falta de abrigo para todos devem ser levadas em consideração.”

Ou então:

“Uma imigração desatinada poderia afetar o Brasil? Devemos analisar alguns fatos para tomar decisões certas: possível imposição de cultura, entrada de profissionais qualificados e falta de abrigo para todos.”

E a partir daí é só ir em frente! :-)

Praticando

Na verdade, chegou a hora de praticar o que acabou de aprender. Conhecimento parado não vale nada, conhecimento posto em ação vale ouro.

Resumindo tudo, é isso:

Mapa Mental

Clique na imagem para vê-la maior.

Agora acredito que você tenha entendido a importância dos mapas mentais. :-)

Espero sinceramente que este artigo tenha lhe ajudado, de modo que você tenha mais facilidade em começar sua redação, evite o tão famoso “branco” e ganhe mais tempo em sua prova.

Não sei se sabe, mas eu tenho um e-book que explica detalhadamente como compor seu título, introdução, desenvolvimento e conclusão. Na verdade, ensino tudo de maneira ainda mais detalhada do que este próprio artigo. Conheça o meu e-book e veja se ele pode lhe ser útil.

Ficamos por aqui. Bons estudos e uma prova espetacular!

Receba as atualizações

Publicado por

3 Comentários

  1. Caro autor; este artigo, que de muito boas intenções e informações muito úteis se apresenta, me ajudará incessantemente e não apenas ao prestar vestibular.
    Com certeza, ao menos a mim, a introdução de um texto se torna a parte mais incômoda de se expressar suas ideias no papel.
    Estou muito grato pela sua colaboração conosco: a comunidade do mude.nu
    Grato

    Responder
  2. Ótimo post. Com a informação certa, podemos ir a lugares mais longes. Obrigado pelo post, vai ajudar na hora de fazer a redação do ENEM.

    Responder
  3. Este conteúdo está estruturado para orientar até estudantes bem informados. Obrigada pela contribuição, a partir dele exercitarei a minha primeira de muitas redações para apresentar textos de qualidade em concursos e Enem!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *