Mente clara como a água. Essa frase é repetida diversas vezes por David Allen ao explicar a metodologia GTD (Getting Things Done). É a busca por essa sensação que leva milhões de pessoas a utilizarem o método de produtividade pessoal mais eficiente do mundo.

Não há benefício intrínseco nenhum em ter a caixa de entrada vazia, a mesa de trabalho arrumada, as pendências em ordem. Todos são apenas meios para chegar à finalidade principal: ter uma mente tranquila e com espaço para o prazer e a criatividade. Livre do estresse.

Essa aparência de calma e serenidade é o principal chamariz do GTD e é muito bem explorado pelo autor no livro A Arte de Fazer Acontecer. David Allen é praticante de artes marciais e de meditação, por isso fala com propriedade e sabe os benefícios de uma mente saudável.

“Esvazie sua mente seja amorfo sem forma como a água, se você coloca água em um copo,ela se torna um copo, se você a coloca em uma garrafa ela se torna uma garrafa, se você a coloca em uma chaleira, ela se torna uma chaleira, a água pode fluir mas também destruir, seja água meu amigo.” – Bruce Lee

Em certa altura do livro, Allen explica sua visão sobre o conceito de mente clara como a água. O mais interessante é quando ele diz como a água reage quando jogam uma pedra nela.

A água, antes parada, recebe a pedra, absorve o impacto e gera suas consequências (as ondas concêntricas) na exata proporção que elas mercem. Nem mais, nem menos. E logo depois, volta ao seu estado natural. Sereno.

Barco no lago

Por isso, quando estiver cuidando do seu GTD, não esqueça do principal. Lembre-se de que o objetivo não é ter uma super implementação, não é ter o melhor software, não é ter os melhores acessórios. Isso não é um concurso para ver quem é mais organizado.

O objetivo final é ter a mente clara como a água. E isso é tudo o que você precisa.

Receba as atualizações

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *