Frio. Esta é a palavra que define minha primeira vez em Nova York, entre fevereiro e março de 2014.

Sim, essa costuma ser uma época fria em Nova York, porém tive a “sorte” de pegar o pior inverno dos últimos 20 anos.

Na semana em que estive na cidade, cheguei a pegar -9°C, muito vento e algumas nevascas. Nas ruas, só deixava o rosto de fora e mesmo assim ele ficava anestesiado. Não conseguia nem falar direito.

De qualquer forma, deu para visitar todos os pontos turísticos de Manhattan, acompanhar a NBA e até ver um musical da Broadway. O resumo disso tudo você pode ver no vídeo abaixo.

Assista até o final para ver a queda épica que levei na neve.

Com essa pequena experiência na maior cidade do mundo, separei algumas dicas de Nova York que considero importantes para quem for viajar pela primeira vez.

Onde ficar em Nova York

Nova York Times Square

O hotel é pertinho da Times Square

Este foi o grande acerto da viagem. Ficamos hospedados no hotel Broadway @ Times Square, localizado na 46th St. entre a Sexta e a Sétima Avenidas.

De lá, dá para ir a pé para Times Square (menos de dois minutos), para o Rockefeller Center, para o MoMA e – esticando um pouco mais – até para o Central Park (mesmo debaixo de neve).

Não bastasse a excelente localização, o hotel ainda tem um preço bastante razoável, acomodações confortáveis e um café da manhã difícil de achar entre hospedagens desse nível.

Recomendo de olhos fechados.

Broadway e NBA

NBA em Nova York

Uma cesta no último milésimo de segundo e o Dallas Mavericks venceu o New York Knicks por dois pontos

Entre os dois melhores passeios que fiz estão assistir a um musical na Broadway e ver um jogo de basquete do New York Knicks no Madison Square Garden.

Ambos são passeios caros, mas há uma forma de economizar um pouco.

No caso da Broadway, a dica é ir ao TKTS Discount Booths (Duffy Square, na Broadway com a 47th St.). Lá são vendidos com muito desconto os ingressos que estão sobrando para os musicais que estão prestes a começar, geralmente na mesma noite.

Não dá para escolher muito a peça. No meu caso, acabei conseguindo ingressos para Chicago com 50% de desconto e a experiência valeu cada centavo. Há um aplicativo para smartphones da própria TKTS informando em tempo real as disponibilidades e os descontos.

No caso da NBA, a dica é comprar com antecedência pela internet. O calendário dos jogos é definido no início da temporada, então, se você souber qual o período em que estará na cidade, pode antecipar a compra. Há vários sites vendendo os ingressos, mas recomendo ir pelo oficial: NBA Tickets.

Pontos turísticos tradicionais em Nova York

Nova York no inverno

Winter is coming…

Entre os pontos turísticos famosos da cidade, o Central Park é exatamente o que eu esperava: imenso, bem cuidado e cheio de opções de lazer.

O dia em que fui ao parque foi também o da maior nevasca. Por conta disso, havia bem menos gente por lá do que normalmente há. Assim, deu para explorar os pontos de interesse com bastante tranquilidade.

Aproveitei para (tentar) patinar no gelo na pista que existe dentro do próprio Central Park. Se você quiser patinar, é melhor escolher esta do que a pista do Rockefeller Center, que é bem menorzinha.

Estátua da Liberdade em Nova York

A vista debaixo da saia dela.

A Estátua da Liberdade também dá um excelente passeio. Apenas fique atento que o barco gratuito oferecido em Nova York não atraca na ilha, você apenas vê a Estátua da embarcação. Vale a pena pagar o ingresso para o barco que para na ilha e permite, inclusive, que você suba na Estátua.

Memorial 11 de Setembro em Nova York

A impressão é que as torres estão continuamente caindo

Perto dali, há o memorial do 11 de Setembro. Apesar de ser um canteiro de obras, o espaço onde ficavam as Torres Gêmeas abriga uma bonita homenagem, com duas piscinas contínuas rodeadas com os nomes das vítimas do atentado terrorista. A sensação é que os prédios estão caindo continuamente naquele buraco infinito.

Nova York vista do alto

Nova York vista do alto

A melhor vista é a do Rockefeller Center, não a do Empire State

Logo ao lado do Memorial do 11 de Setembro, já está erguido e inaugurado desde 2013 o One World Trade Center, com 104 andares e 541,3 metros de altura. Este é atualmente o quarto prédio mais alto do mundo.

Nova York, aliás, é famosa por seus arranha-céus, sendo o mais famoso deles o Empire State Building, inaugurado em 1931 com 102 andares.

A dica para ver a cidade do alto, no entanto, não é ir ao Empire State Building e sim ao Rockefeller Center, entre as ruas 48th e 51st.

Por quê? Porque do Rockefeller Center você consegue ver e fotografar o Empire State bem de frente, além de ter uma vista panorâmica de toda a ilha de Manhattan no que eles chamam de Top of the Rock Observation Deck.

O que mais há para ver

Por conta do frio e do tempo que fiquei na cidade, não deu para ir muito além de Manhattan, mas ainda há muito o que ver em Nova York.

Se você tiver alguma dica extra, compartilhe-a nos comentários.

E, se quiser um último bom conselho, não deixe para conhecer a cidade no inverno :)

Receba as atualizações

Publicado por Walmar Andrade

Criador do Mude.nu, Walmar Andrade é bacharel em Comunicação Social, com extensão em jornalismo on-line (UFPE), MBA em Planejamento, Gestão e Marketing Digital (FECAP-SP) e Master en Comunicación Empresarial (INSA-Barcelona). Escreve sobre comunicação e marketing digital no blog Fator W.

2 Comentários

  1. Amei as dicas e o vídeo! Valeu. Na volta, se tudo correr bem, te mando uma garrafa de vinho. Valeu

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *