O livro Drive de Daniel H. Pink, lançado no Brasil com o título Motivação 3.0, traz uma abordagem diferente e moderna sobre um tema comum em livros de auto-ajuda e desenvolvimento pessoal: como manter-se motivado no ambiente de trabalho e em outras áreas da vida.

Quando se trata de motivação, há um defasagem entre aquilo que a ciência sabe e aquilo que as empresas praticam.

Nosso atual sistema operacional, construído em torno de motivadores externos – tipo “cenoura e chicote” – não funciona e, em geral, é prejudicial.

Precisamos de um upgrade e a ciência nos aponta o caminho. Essa nova abordagem possui três elementos essenciais:

  1. Autonomia – O desejo de dirigir a própria vida;
  2. Excelência – A pressão ou urgência de se tornar cada vez melhor em algo relevante;
  3. Propósito – O anseio de fazer o que fazemos em nome de algo superior a nós.
Capa do livro Motivação 3.0, de Daniel H. Pink

Motivação 3.0, capa da versão brasileira

No livro o autor fala sobre a evolução da motivação e sobre os “sistemas operacionais motivacionais”, ou o conjunto de premissas e protocolos que agem sob as leis, planos econômicos e práticas empresariais.

A Motivação 1.0 percebia o homem como ser biológico, lutando pela sobrevivência. A Motivação 2.0 presumia que os humanos reagiam a recompensas e punições em seu meio ambiente. A Motivação 3.0, o upgrade hoje necessário, afirma que o homem tem também o terceiro impulso: o de aprender, criar e melhorar o mundo.

Essa nova forma de motivação é cada vez mais necessária em um ambiente dinâmico, em constante mudança e que se desenvolve rapidamente.

O que acham dessa abordagem sobre motivação?

O que você faz para manter-se motivado e encarar os desafios que a vida lhe apresenta?

Receba as atualizações

Publicado por

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *