Quando temos um sonho ou traçamos uma meta, geralmente pensamos em “o quê”. Queremos mais dinheiro, menos estresse, mais trabalho significativo, menos obrigações desnecessárias, mais felicidade, menos sofrimento.

O problema é que metas sem razões fortes o suficiente acabam não indo adiante. O porquê é mais importante do que o quê.

Alguns psicólogos chamam essa razão de “alavanca”, pois ela serve como força motriz das ações que são necessárias para o cumprimento de uma meta.

Exemplo clássico de uma razão forte o suficiente pode estar neste desafio de parar de fumar. Compare duas situações.

Na primeira, o fumante traça como meta que quer parar de fumar. Ele gosta de fumar, mas sabe que não é um hábito saudável. Já leu muito sobre o assunto, viu vídeos, escutou histórias. Sua mulher sempre pede que ele pare. Então ele decide parar de fumar, mesmo no fundo não querendo muito. A decisão dura alguns dias ou semanas, mas logo o vício retorna.

Na segunda situação, em um check-up anual, o fumante descobre que está com câncer de pulmão, ainda em estágio inicial. O médico o alerta para parar de fumar naquele dia mesmo, antes de iniciar o tratamento. Com medo da morte, ele nunca mais coloca um cigarro na boca.

Quando a razão é forte o suficiente, as metas se encaminham com mais naturalidade. Às vezes traçamos objetivos e não sabemos nem porquê queremos aquilo. Quando alguém nos pergunta, muitas vezes não conseguimos responder. A maioria de nossos sonhos não resistem a três porquês.

“Simon Sinek tem um modelo simples mas poderoso para uma liderança inspiradora todas começando com um círculo dourado e a questão “Por quê?”. Seus exemplos incluem a Apple, Martin Luther King, e os irmãos Wright — e de contraponto Tivo, que (até que uma recente vitória judicial triplicou o preço das ações) parecia estar fazendo um grande esforço para se manter”. Assista ao vídeo com a palestra de Sinek no TED:

Então, se você tem uma meta há muito tempo e não consegue avançar rumo ao seu objetivo, procure qual a razão por trás daquela meta. Se você conseguir definir uma razão boa o suficiente, será impelido à ação por ela.

Receba as atualizações

2 Comentários

  1. Parabéns pelo post! Sempre acreditei num motivo para crescer continuamente em minha carreira, mas agora tenho um porquê desse propósito. O vídeo é sensacional!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *