Quem é acostumado a lidar com a internet gosta de ter quase tudo (quase) de graça e de preferência com download instantâneo. Outro dia publicamos aqui uma resenha de um livro e um leitor deixou um comentário perguntando se sabíamos onde baixar o livro.

Observe que ele não perguntou onde comprar o livro e sim onde baixar. Da mesma maneira que filmes e músicas, existem muitos livros sendo distribuídos, legalmente ou não, em diversos sites. Os livros em português não são tão abundantes, mas para quem lê em inglês a fartura é grande.

Já li livros inteiros pelo computador. Dois eram distribuídos gratuitamente e um eu baixei via torrent porque não tinha certeza se valia a pena comprar. Cada um tinha entre 60 e 80 páginas e eu fiz a leitura toda no monitor, não impresso ou em uma tela de tablet.

Não vale a pena

Casal lendo livros no sofá

Na minha opinião, essa ainda é a melhor forma de leitura.

Não entrando no debate sobre a legalidade da ação, minha pergunta é se vale a pena economizar uns trocados na compra do livro para lê-lo no computador, dada a piora da experiência. A leitura no monitor é cansativa, tem que ser feita sentado na cadeira, é preciso rolar o mouse. Resumindo, conforto não é a principal característica da atividade.

Para mim, a leitura é um prazer e eu gosto de desfrutá-la lendo no papel, de preferência deitado. Geralmente leio meus livros antes de dormir e com as versões no computador não consigo fazer isso.

Um meio termo seria o uso de leitores como o Kindle ou tablets como o iPad. Aqui temos a facilidade do digital com uma melhor experiência de leitura. Mesmo assim, se puder escolher, ainda prefiro o bom e velho livro de papel. E você?

Receba as atualizações

Publicado por Walmar Andrade

Criador do Mude.nu, Walmar Andrade é bacharel em Comunicação Social, com extensão em jornalismo on-line (UFPE), MBA em Planejamento, Gestão e Marketing Digital (FECAP-SP) e Master en Comunicación Empresarial (INSA-Barcelona). Escreve sobre comunicação e marketing digital no blog Fator W.

3 Comentários

  1. Ler livros no computador vale a pena?: Quem é acostumado a lidar com a internet gosta de ter quase tudo (quase) … http://t.co/O113Bvi9

    Responder
  2. Particularmente, compartilho do mesmo sentimento seu. Prefiro ler livros físicos porque posso carregá-los para qualquer lugar sem me preocupar com segurança, espaço, tempo da bateria, ou seja, com essas coisas que surgiram desde os notebooks e agora permeiam a experiência com os tablets. Gosto também de fazer anotações, sublinhar, escrever resumos, enfim, gosto de marcar meus livros. Em meio a todas essas particularidades, tenho sofrido muito com a leitura digital. As ferramentas digitais atuais ou não funcionam muito bem ou não existem. Parece que o formato e-book foi criado pra quem não sabe ler… pior, pra quem só lê superficialmente. Por exemplo, já parou para pensar como é idiota usar notas de rodapé numa página digital? Os livros foram feitos para compactar num pequeno espaço muito conhecimento. A partir do momento que você tem espaço ilimitado – hoje 1TB é capaz de armazenar bibliotecas inteiras – não há razão para separar o conhecimento por páginas, volumes, ou usar notas de rodapé, referências e etc.. O formato ideal do livro digital seria o de um pergaminho, como antigamente, ou como são os blogs, sites e páginas da internet. Enfim, o papel é algo que tende a diminuir bastante, quer pelo custo, quer pelo prejuízo ambiental, pelo que o livro digital será um mal necessário ou um mal necessário. O que eu desejo é que as ferramentas digitais sejam otimizadas, visando à uma experiência tão boa ou melhor que a velha leitura clássica, lembrando sempre que não importa só o superficial, mas também o material, ou melhor, o essencial do livro que é passar conhecimento assimilável.

    Responder
  3. prefiro ler livros físicos, eu me concentro melhor do que ficar lendo em frente ao computador.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *