Você já parou para pensar quando foi que entrar em forma e ser uma pessoa saudável tornou-se algo tão complicado?

Se formos dar atenção à mídia em geral, precisamos frequentar uma academia de ginástica diariamente, levantando cargas pesados. Precisamos comer de três em três horas. Precisamos entornar três litros de água por dia. Precisamos tomar uma série de suplementos, comprar goji berrie, chia, linhaça dourada cultivada ao luar por monges tibetanos… a lista é quase infinita.

A verdade é que há muito mais desinformação do que conhecimento nisso tudo.

Para simplificar as coisas, o escritor e ex-triatleta profissional Mark Sisson elencou dez simples regras que, se seguidas, são a chave para uma vida plena de saúde e energia.

Sem precisar usar academia de ginástica, nem comer de três em três horas, nem usar suplemento alimentar. Parece bom demais para ser verdade? Pois vamos analisar uma a uma as tais dez leis de Mark Sisson.

Mark Sisson SUP

Não parece, mas eles tem 64 anos.

1. Coma vegetais e animais

Mark Sisson é um dos mais famosos adeptos da chamada Paleodieta, que significa simplesmente comer comida de verdade: carnes, ovos, verduras, legumes, frutas, nozes e castanhas.

Nada de alimentos industrializados, nada de açúcar e também nada de dois grupos de alimentos que a maioria das pessoas considera saudável: cereais (arroz, cevada, aveia, centeio, trigo e todos os seus derivados) e leguminosas (feijão, lentilha, amendoim, grão de pico, soja e todos os seus derivados).

A regra aqui é comer somente o que o corpo humano está acostumado a comer do ponto de vista evolucionário, ou seja, o que comemos durante mais de 90% da nossa história aqui na terra. Se você acha estranho, saiba que só começamos a consumir cereais e leguminosas em larga escala quando começamos a dominar a agricultura há cerca de 10 mil anos. O que do ponto de vista evolucionário é praticamente nada.

2. Evite comidas venenosas

Comidas venenosas são aquelas que lhe fazem mal, sobretudo trigo e açúcar, que são os dois grandes vilões da dieta moderna.

Coisas como gordura trans, óleos parcialmente hidrogenados e todos os substitutos do açúcar branco (tais como dextrose, maltodextrina, frutose em pó, sucralose etc.) também entram nesta lista.

Esses alimentos são estranhos para o nosso corpo e só nos fazem ficar doentes, sem energia e gordos.

3. Mova-se frequentemente a uma baixa intensidade

Em vez de se matar na esteira a uma velocidade até perigosa, prefira longas caminhadas a um ritmo moderado, sem se forçar demais. A moderação e a consistência são muito mais importantes do que você dar tudo de si em um dia e desistir do treino na semana seguinte.

Sisson advoga que esse tipo de exercício acelera o metabolismo para queima de gordura e evita a chamada síndrome do burnout, que seria o esgotamento físico por conta do excesso de exercícios.

4. Levante coisas pesadas

Mark Sisson massa muscular

Levante coisas pesadas para ganhar massa muscular.

Rápidas e intensas sessões de exercícios funcionais são necessárias para o desenvolvimento muscular e para evitar o envelhecimento precoce.

Sisson lista quatro exercícios básicos, que podem ser feitos inicialmente apenas com o peso do próprio corpo:

  1. Prancha
  2. Agachamento
  3. Barra fixa
  4. Flexão

5. Corra de vez em quando

Cerca de uma vez por semana, em vez de longas caminhadas em baixa intensidade, faça uma corrida de alta intensidade, porém mais curta.

Esses sprints ocasionais, de no máximo 20 minutos, beneficia a produção e circulação de bons hormônios.

6. Durma bem

Durma a quantidade de horas necessárias para se sentir revigorado. É durante o sono que o corpo se recupera, então sem a quantidade adequada de sono jamais teremos a saúde plena que tanto desejamos.

Para ter sono mais cedo, evite a exposição a luz artificial à noite. Evite especialmente ficar mexendo no celular, tablet ou notebook na cama, expondo seus olhos a uma luz estranha que retarda o aparecimento do sono.

Se você conseguir alinhar o seu ritmo de sono com o ciclo solar, dormindo cedo à noite e acordando junto com os primeiros raios do sol, isso trará benefícios para o sistema imunológico, para o cérebro e para as funções endócrinas.

7. Divirta-se

Entrar e manter-se em forma deve ser feito de maneira divertida, sem cobranças excessivas ou competições com outras pessoas. Muita gente está mais preocupada com o percentual de gordura na dobra lateral abdominal do que em aproveitar comida saudável e exercícios regulares.

Sisson recomenda tanto pequenas pausas durante o dia para uma diversão rápida, de preferência ao ar livre, quanto pausas maiores no final de semana ou férias para balancear o estresse da vida cotidiana.

8. Tome sol adequadamente

A luz solar tem sido há anos condenada como vilã de doenças como o câncer de pele, mas tomar sol é algo natural para o ser humano desde o início dos tempos.

Mark Sisson não quer que ninguém fique torrando no sol de meio-dia na praia até sua pele se parecer com uma bolsa de couro velha, mas sim lembra que a luz do sol é extremamente benéfica para a produção de Vitamina D, essencial para a manutenção de uma boa saúde.

Quinze minutos ao dia, fora dos horários de pico, já são suficientes para isso. E você nem precisa ficar sem camisa ou de biquini se expondo ao sol. Uma caminhada no parque já resolve a questão.

9. Evite equívocos estúpidos

Se você quer ter uma vida longa e saudável, evite cometer erros estúpidos como beber e dirigir, encarar algum esporte radical sem a devida instrução, viajar sem segurança etc.

10. Use a cabeça

Manter-se intelectualmente ativo é tão importante quanto exercitar seus músculos.

Para evitar doenças degenerativas no cérebro, uma recomendação importante é estar sempre o exercitando. Pode ser desde coisas simples como palavras cruzadas ou Sudoku até desafios mais complexos, como fazer uma nova graduação ou pós-graduação, aprender um outro idioma, programar computadores ou coisas do tipo.

O contrário de usar o cérebro é ficar em atividades extremamente passivas e nada exigentes, como assistir a novelas, ficar rodando infinitamente no Facebook ou no Instagram, entrar numa rotina de piloto automático no trabalho sem nem prestar atenção no que está fazendo.

E você? O que acha dessas dez leis? Acrescentaria ou retiraria algo? Deixe o seu comentário.

Receba as atualizações

Publicado por Walmar Andrade

Criador do Mude.nu, Walmar Andrade é bacharel em Comunicação Social, com extensão em jornalismo on-line (UFPE), MBA em Planejamento, Gestão e Marketing Digital (FECAP-SP) e Master en Comunicación Empresarial (INSA-Barcelona). Escreve sobre comunicação e marketing digital no blog Fator W.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *