Todos nós assumimos um ou vários personagens para nossas relações sociais. As características desses personagens são criadas ao longo do tempo, com base nas experiências que temos, que por sua vez são frutos de nossas trocas com o ambiente e com as outras pessoas.

Quase sempre ficamos presos a essas características como se elas fossem coisas realmente nossas. Dizemos que fulano é tímido, que sicrano é enfezado ou que beltrano é triste.

A verdade, entretanto, é que essas não são características intrinsecamente suas. Você pode brincar com elas, bagunçar conceitos, assumir novas características.

Bonequinho de madeira

Quando ficamos demasiadamente presos ao personagem, acabamos traçando alguns objetivos para “mudar de vida”. Dizemos que queremos ser mais extrovertidos, ou mais dispostos, ou menos impacientes. Só que, mantendo os mesmos hábitos que tínhamos anteriormente, acabamos sem conseguir “adotar” essas novas características.

Uma saída engenhosa para essa situação é você fingir ser quem deseja ser. Essa técnica é conhecida em inglês como “Fake it till you make it” (Finja ser até você fazer) ou “Act as if” (Aja como se).

Digamos que você é um rato de escritório e quer mudar a sua vida e ser um surfista despreocupado com a vida. Mudança radical, não? Como fazê-la?

Interprete o personagem do surfista.

Primeiro, veja o que os surfistas fazem. Depois, comece a fazer igual, repetidas vezes, mesmo que pareça completamente antinatural.

Se você comprar uma prancha, assinar revistas de surfe, ler livros sobre o assunto, fizer amigos surfistas e – principalmente – pegar onda todo dia, o que acontecerá daqui a um ano? Alguém terá como dizer que você não é um surfista?

Isso vale para tudo. Se você finge que é extrovertido e age como se fosse extrovertido, mesmo não “sendo”, qual a diferença para alguém que “realmente” é?

Pense no objetivo que você quer atingir, imagine-se como o tipo de pessoa que já atingiu esse objetivo ou que já criou esse hábito, e finja ser essa pessoa. Em pouco tempo, você “realmente” será.

Receba as atualizações

1 Comentário

  1. Excelente post, passo por isso todos os dias.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *