Você pode não estar ligando o nome à pessoa, mas garanto que sabe bem o que é procrastinação. Você procrastina quando tem algo a fazer, mas vai enrolando e adiando até que a situação chegue ao seu limite.

O pior de tudo é que, apesar de você evitar fazer o que tem a fazer, você não consegue se esquecer de que tem que resolver o problema. Isso acaba causando um sentimento de frustração. O que acabamos fazendo é procurar algo para manter a cabeça ocupada e distrair-se do dever deixado de lado.

A ocupação temporária causa um alívio, mas depois que ela se encerra a necessidade de fazer o que foi adiado volta. E parece que em dobro. Daí começamos a arrumar desculpas como: não dá tempo de fazer nada.

Just do it

Bicho preguiça procrastinando

Amanhã eu faço…

Se acabar com a procrastinação fosse fácil, não haveria tanto debate sobre ela. No meu caso, eu consegui reduzir bastante esse mal quando tomei consciência dele da maneira que escrevi acima. A solução, tão óbvia quanto difícil de ser tomada, foi “pare de enrolar e faça”.

Às vezes coisas que eu estava adiando a tempos consegui resolver em pouquíssimo tempo. Outras foram mais complicadas, mas mesmo assim o sentimento de estar fazendo o que tem que ser feito acaba deixando a pessoa muito mais aliviada do que não fazer e, apesar de não gastar energia com a execução, se sentir mal por estar enrolando.

Já recomendei aqui algumas trocentas vezes, mas lá vai de novo: procure um método de organização pessoal que lhe agrade e implemente-o. Eu indico o GTD, mas você pode pesquisar outros que funcionem para você. Em todo caso, siga o conselho. Pare de enrolar e faça.

Receba as atualizações

3 Comentários

  1. Como evitar a procrastinação, ou: pare de enrolar e faça – mude.nu | mude.nu: http://t.co/kxPSrG2E #E2

    Responder
  2. Veio a calhar. Obrigado.

    Responder
  3. Como evitar a procrastinação, ou: pare de enrolar e faça: Você pode não estar ligando o nome à pessoa, mas garan… http://t.co/fTrbCZlT

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *