Muita gente acha que o grande desafio é passar no vestibular ou no ENEM e entrar na universidade. Mas isso dura poucos meses. Mal dá tempo de o cabelo começar a crescer e percebemos que o desafio de verdade é concluir a faculdade.

Para você ter uma ideia, 20,7% dos estudantes de instituições particulares de ensino superior desistem de concluir a faculdade no meio do caminho, de acordo com dados do Semesp (Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo).

É de se imaginar que nas universidades públicas, geralmente mais exigentes e com mais problemas de infraestrutura, o índice de evasão seja similar ou até mesmo superior.

As causas mais alegadas para a desistência são:

  • Desilusão com o curso: o estudante percebe que fez a opção errada e desiste de concluir a faculdade para tentar outra graduação
  • Desilusão com a vida acadêmica: a pessoa nota que estudar não é para ela, que ela quer mesmo é trabalhar e aí trancar a faculdade para se dedicar ao mercado de trabalho
  • Falta de tempo e/ou dinheiro: faculdade consome tempo e dinheiro. Quando um dos dois falta, o estudante acaba optando por focar no trabalho e deixar para concluir a faculdade depois (um depois que muitas vezes nunca chega)
  • Reprovações: quando há uma reprovação ou outra pelo meio do caminho, a grade de horários e matérias começa a ficar bagunçada e o estudante acaba por desistir

Como se observa, todas são razões justificáveis.

Se realmente o aluno não vê mais sentido no curso que está fazendo, o melhor é mesmo largar e tentar outra coisa (a não ser que ele esteja nos dois últimos semestres. Nesse caso, é melhor concluir a faculdade e depois redirecionar a carreira).

Neste artigo, vamos ver como você pode concluir a faculdade no prazo. Ou, se a sua grade já está bagunçada, como você pode organizá-la para seguir em frente até o final sem mais percalços.

Comecemos por quem ainda está no rumo.

Concluir a faculdade no prazo

Porta para concluir a faculdade

A porta para concluir a faculdade é mais difícil de abrir do que a de entrar.

Cada curso tem um tempo de duração próprio. Se você vai cursar Direito, precisa estar preparado para passar no mínimo cinco anos na faculdade. Se vai tentar Medicina, o prazo pode chegar a oito anos.

Mas não é apenas o prazo que influencia na taxa de desistência.

O INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira) informa que as graduações com maior índice de evasão no Brasil são Processamento da Informação (36%), Marketing (35%) e Ciências da Computação (32%).

Para não fazer parte dessas estatísticas, além de escolher corretamente qual faculdade fazer, você deve, desde o primeiro semestre, concentrar-se em alguns pontos:

  • Entender o funcionamento da sua faculdade
  • Controlar as suas faltas
  • Focar no longo prazo

O homem mais rico do Brasil no momento em que essas linhas são escritas é Jorge Paulo Lemann, sócio de empresas e marcas como Brahma, Antarctica, Budweiser, Lojas Americanas, Burger King, Heinz, Lacta, Royal, Tang, Trakinas e Trident.

Em uma de suas palestras, Lemann confessou que nunca foi um aluno brilhante. Na verdade, ele esteve a um passo de ser expulso da Universidade de Harvard depois de explodir uns rojões no campus.

“Convidado” a ficar um ano ausente, ele ficou entre desistir ou concluir a faculdade.

Optou por persistir. Mas, para isso, ele entendeu o funcionamento da sua faculdade e conseguiu concluir os três anos que faltavam em apenas dois.

Lemann entendeu como as provas funcionavam, estudou as provas antigas, e conseguiu as notas de que precisava para passar. Ele mesmo conta essa história nos vídeos abaixo:

Parte 1

Parte 2

Uma vez que você entenda sua faculdade, conseguirá fazer o que é necessário para ir sendo aprovado, disciplina após disciplina, semestre após semestre.

Caso você tenha dificuldades de aprendizado, tirando sempre notas ruins, experimente conhecer mais sobre meta-aprendizado, lendo livros como Os 7 Pilares do Aprendizado ou fazendo cursos específicos.

Se você obtiver as notas, a única forma de ser reprovado é por faltas. Por isso, o segundo passo essencial é controlar as suas faltas.

Veja quantas faltas são permitidas e crie um calendário próprio, no caderno ou no celular, para controlar quantas faltas você possui em cada matéria.

Sempre deixe uma margem para os imprevistos. Se você vive sempre no limite, quando uma doença ou um protesto no trânsito aparecerem, você não terá margem de manobra e será reprovado por bobeira.

Por fim, sempre que bater aquela vontade de jogar tudo para o alto, foque no longo prazo.

Pense nos benefícios que você vai ter quando concluir a faculdade, em vez de se concentrar na dificuldade que é ir para a aula de manhã cedo ou depois do trabalho.

Está gostando deste texto?

Se você seguir essas três simples dicas, pode ser que não se torne um aluno brilhante, mas com certeza vai conseguir concluir a faculdade no prazo.

Agora… e se o seu curso já estiver uma bagunça? Como zerar a situação e seguir sem maiores dificuldades até o final?

Como dar um restart na sua faculdade

Computador para concluir a faculdade

Ok, vamos reiniciar para concluir a faculdade…

O segundo caso é um pouco mais complicado.

Se você já foi reprovado, ou trancou, uma ou mais disciplinas, sua grade horária pode ter virado uma bagunça.

Em muitos cursos, como o de Direito, por exemplo, uma disciplina depende da outra. Se você reprovou Direito Civil I, não poderá cursar Direito Civil II.

Isso pode se transformar em uma bola de neve se você não controlar a situação.

Nesses casos, a melhor coisa a fazer é, assim que o semestre atual acabar, pegar toda a grade do seu curso (até o semestre final) e fazer uma análise crítica da sua situação.

Geralmente, há dois caminhos a seguir:

  1. Tirar um semestre para regularizar a situação: separe um semestre inteiro para pagar as disciplinas que estejam em aberto. Priorize as que são pré-requisitos para outras, mas idealmente tente zerar tudo neste semestre. Se sobrarem alguns dias livres, aproveite para fazer logo o máximo de horas de atividades complementares que o seu curso exija.
  2. Utilizar os contra-horários para tapar os buracos: se você só tem uma ou duas disciplinas faltando, tente utilizar – se possível – o contra-horário para tapar os buracos. Se você estuda à noite, tente pagar essa disciplina pela manhã. Se for necessário (e a bolsa não for mandatória), vale a pena até abandonar o estágio por um semestre ou dois para colocar a casa em ordem.

Recapitulando: como concluir a faculdade em qualquer situação

O desafio de concluir a faculdade é mais parecido com uma maratona de resistência do que com uma corrida de 100 metros rasos.

Você vai precisar de resistência durante alguns anos da sua vida para obter o tão sonhado diploma e graduar-se como um profissional de nível superior.

Assim, se você está no começo ou ainda está com a grade horária regularizada, siga as três dicas que demos acima:

  1. Entenda o funcionamento da sua faculdade
  2. Controle as suas faltas
  3. Foque-se no longo prazo

Por outro lado, se a sua vida na faculdade já está uma bagunça, tire um semestre para regularizar a situação (nos casos mais graves) ou utilize os contra-horários para tapar os buracos.

No próximo post deste desafio, falaremos um pouco mais sobre o seu último ato na faculdade, o trabalho de conclusão de curso (TCC). Até lá, deixe suas dúvidas e comentários logo abaixo.

Receba as atualizações

Publicado por Walmar Andrade

Criador do Mude.nu, Walmar Andrade é bacharel em Comunicação Social, com extensão em jornalismo on-line (UFPE), MBA em Planejamento, Gestão e Marketing Digital (FECAP-SP) e Master en Comunicación Empresarial (INSA-Barcelona). Escreve sobre comunicação e marketing digital no blog Fator W.

7 Comentários

  1. Ótimo artigo. Estou nesse momento com a faculdade trancada, na verdade, com a matrícula cancelada por falta de aproveitamento e após ler o regulamento da Universidade, estou caminhando para realizar a rematrícula para o próximo semestre. Apesar de ainda faltar um longo caminho pela frente, ainda é possível concluir em tempo.

    As vezes deixamos certos planos de lado pelas dificuldades e por estarmos focados em outras direções, no entanto, é sempre bom colocar a vida e os projetos em ordem.

    Gostei bastante das ideias sugeridas e tenho utilizado bastante o site para continuar uma mudança que começou vendo os vídeos do Seiiti Arata, Erico Rocha, Bruno Picinini, Gustavo Augusto, entre tantos outros que vem transformando a mentalidade de milhares de pessoas pelo país.

    Mantenha o projeto, está de parabéns.

    Responder
  2. Minha situação é bem pior, tranquei a faculdade em 2013, faltavam apenas as matérias que eu não tinha passado já tinha entregado o TCC, em 2015 fui ver como ficaria para terminar e me disseram que o MEC tinha acrestado 22 matérias e no total eu devia cursar 27 matérias para concluir. O que faço?

    Responder
  3. Tenho algumas dificuldades, de como funciona o sistema cronológico de algumas disciplinas, consequentemente dificuldade de aprendizado na mesma. Mas estou analisando como os professores ministram sua disciplinas e estou me adequando a realidade de cada um.
    Com as dicas que vi aqui vou ter um aproveitamento melhor. Esse é meu desafio.

    Responder
  4. Gostaria de saber como faço para cursar onde parei no 5° semetre e como faço para fazer o reproveitamento das diciplinas

    Responder
    • Jeane, creio que basta ir na faculdade e reabrir a matrícula. Ou pegar o seu histórico escolar e ir em outra faculdade para fazer a matrícula com aproveitamento das disciplinas já cursadas.

      Responder
  5. Artigo sensacional, muito top! Parabéns pela dedicação. Um abraço, fica com Deus!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *