Faz um ano que descobri que sofro de intolerância a lactose, popularmente conhecida como alergia ao leite. Isso significa que não posso tomar leite nem comer nada que dele derive, o que inclui bolo, biscoito, brigadeiro, sorvete, queijo, manteiga, ricota etc.

Em um primeiro momento, pensar que você não pode comer nada disso é bem ruim, mas acabei aprendendo a usar essa deficiência a meu favor.

Se formos prestar atenção, a maioria desses alimentos não é exatamente o que o seu nutricionista recomendaria. Como sempre busquei ter uma alimentação relativamente saudável, decidi usar essa deficiência para passar a me alimentar melhor.

Copo de leite saído do leite em caixa

Quem tem intolerância a lactose não consegue digerir o açúcar do leite.

O leite foi substituído pelo leite de soja e a manteiga por margarina. Bolo, biscoito, sorvete, brigadeiro e outros doces foram simplesmente limados do cardápio. Só do queijo é que sinto falta.

Quando como em casa, não há problemas, mas quando vou comer fora tenho sempre que perguntar quais os ingredientes de tal comida. Em casos especiais eu posso tomar uma pílula que contém a enzima que digere o leite (a que meu corpo não produz mais) e aí comer durante cerca de 40 minutos. A pílula chama-se Lactaid, é importada, custa caro e mesmo com ela não dá para exagerar.

Transformar uma deficiência qualquer em um ponto positivo é uma estratégia que todos podem adotar para superar obstáculos. A história do esporte está cheia de casos em que um grande atleta era muito ruim na infância e justamente por isso se dedicou mais aos treinos e acabou transformando a deficiência em virtude.

Você já pensou em transformar alguma deficiência sua em um ponto positivo para o que deseja alcançar?

Vídeo sobre como tratar intolerância a lactose

Receba as atualizações

Publicado por Walmar Andrade

Criador do Mude.nu, Walmar Andrade é bacharel em Comunicação Social, com extensão em jornalismo on-line (UFPE), MBA em Planejamento, Gestão e Marketing Digital (FECAP-SP) e Master en Comunicación Empresarial (INSA-Barcelona). Escreve sobre comunicação e marketing digital no blog Fator W.

2 Comentários

  1. Como viver com intolerância a lactose http://t.co/FG7AHm0L

    Responder
  2. É importante constar que intolerância à lactose e alergia ao leite podem ser coisas distintas: no primeiro caso, você não pode ingerir o açúcar do leite (lactose) e é possível ingerir alimentos ditos “sem lactose” ou a enzima que ajuda a digerir tal açúcar (o Lactaid faz isso); no segundo caso, pode ser alergia à proteína do leite (caseína), para a qual a única saída é não ingerir laticínio algum.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *