TOEFL é a sigla em inglês para Test of English as a Foreign Language (Teste de Inglês como uma Língua Estrangeira). Trata-se de um certificado de proficiência em inglês americano exigido por diversas instituições para provar que o candidato a uma vaga, seja de estudo ou de emprego, domina o inglês.

O teste foi criado em 1964 pela ETS (Educational Testing Service) e atualmente é procurado por milhares de jovens estrangeiros, brasileiros inclusos, que desejam uma certificação reconhecida para melhorar o currículo.

Antigamente tirar o TOEFL era bastante difícil, não apenas pelo nível da prova mas também para conseguir fazer o teste. No Brasil, era preciso esperar até meses para realizar a prova.

Hoje em dia, a ETS foca principalmente na aplicação do exame via internet, o que é chamado de iBT (Internet Based Test). Com isso, você pode se inscrever para o teste e em menos de um mês fazer a prova. Mas não pense que fará o exame em casa, pois as provas do iBT são aplicadas em locais específicos.

Para saber mais, é preciso acessar o site oficial do TOEFL e selecionar o Brasil como seu país atual. Você vai cair nesta página, em que constam as cidades onde o TOEFL é aplicado.

Se a sua intenção já é agendar o TOEFL, o link para registro está aqui. O custo varia entre 160 e 250 dólares, dependendo da cidade.

Feito o registro, você terá que se dirigir ao local de aplicação da prova na data e horário marcado. A prova tem duração de até quatro horas e meia, com um intervalo obrigatório de dez minutos.

Você vai usar um computador no local para responder as perguntas. Seu teste será enviado pela internet e, cerca de duas semanas depois, o resultado será publicado online. No total, são 120 pontos, divididos igualmente entre as quatro áreas do TOEFL (reading, listening, speaking, writing).

Um detalhe importante é que não há pontuação para ser aprovado ou reprovado. Você simplesmente terá uma nota no TOEFL e a utilizará para enviar para empresas ou escolas em que esteja buscando uma vaga. A instituição é que decidirá se sua pontuação é suficiente ou não para o que se está procurando.

Boa sorte!

Receba as atualizações

Publicado por Walmar Andrade

Criador do Mude.nu, Walmar Andrade é bacharel em Comunicação Social, com extensão em jornalismo on-line (UFPE), MBA em Planejamento, Gestão e Marketing Digital (FECAP-SP) e Master en Comunicación Empresarial (INSA-Barcelona). Escreve sobre comunicação e marketing digital no blog Fator W.

1 Comentário

  1. […] porque instituições reconhecidas podem medi-los através de testes padronizados, como o TOEFL para inglês ou o DELE para […]

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *