No décimo sétimo dia do curso Personal Power 2, Anthony Robbins fala sobre duas simples mudanças que vão fazer seus níveis de energia e saúde atingirem patamares nunca antes experimentados.

Robbins lembra que tudo o que foi falado nos primeiros 16 dias é absolutamente inútil se você não tiver energia para seguir em frente com seus planos. Sem saúde, você não atingirá nenhuma meta.

Embora algumas pessoas queiram conquistar grandes sonhos, a maioria delas mal tem energia para chegar até o fim do dia. Estão todos presos na roda do casa-trabalho-casa, arrastando-se de um canto para o outro sem energia para ir adiante.

Robbins fala que ele mesmo experimentou essa sensação, quando estava acima do peso e sem disposição para fazer nada. Ele conta que o despertador precisava tocar quatro a cinco vezes com o botão soneca até que ele finalmente conseguisse levantar-se.

Ao tentar estudar sobre nutrição, ele caiu no problema que a maioria de nós cai: a contradição de informações. Enquanto algumas pesquisas dizem que comer proteína faz mal, outras dizem que o problema está nos carboidratos e outras que a questão são as gorduras.

Com tanta confusão, o autor diz que procurou pessoas que passaram pelo mesmo problema que ele (sobrepeso e falta de energia) e conseguiram reverter a situação. Ele decidiu ver o que essas pessoas estavam fazendo e decidiu experimentar em si próprio, traçando um plano de 60 dias que o fez perder 13,5 quilos (claro que ele empacotou isso como um produto e vendeu o plano da dieta para seus seguidores :D).

Na aula do dia, as duas simples mudanças que Robbins fala são sobre respiração e hidratação.

Como aumentar sua energia pela respiração

Energia de Tony Robbins

Tony Robbins fala sobre como aumentar sua energia.

Anthony Robbins acredita que a saúde de seu corpo é tão grande quanto a saúde de suas células. Segundo ele, a melhor maneira de manter suas células saudáveis é provendo oxigênio suficiente para eles.

Robbins fala da importância de realizar uma respiração profunda e diafragmática para limpar o sistema linfático.

O sistema linfático é uma rede complexa de vasos e pequenas estruturas chamadas de nódulos linfáticos que transportam o fluido linfático (linfa) dos tecidos de volta para o sistema circulatório.

O sistema linfático é um importante componente do sistema imunológico, pois colabora com glóbulos brancos para proteção contra bactérias e vírus invasores.

O sistema linfático possui três funções interrelacionadas: (1) remoção dos fluidos em excesso dos tecidos corporais, (2) absorção dos ácidos graxos e transporte subsequente da gordura para o sistema circulatório e, (3) produção de células imunes (como linfócitos, monócitos e células produtoras de anticorpos conhecidas como plasmócitos).

Os vasos linfáticos têm a função de drenar o excesso de líquido que sai do sangue e banha as células. Esse excesso de líquido que circula nos vasos linfáticos e é devolvido ao sangue chama-se linfa. (Wikipedia)

Citando diversas pesquisas, Robbins fala que a respiração é a única maneira de ativar a circulação linfática (responsável pela absorção de detritos, sangue e macromoléculas que as células produzem durante seu metabolismo, ou que não conseguem ser captadas pelo sistema sanguíneo).

O problema é que a maioria de nós dá pouco ou quase nenhuma importância à forma como respiramos. Robbins lembra que a má respiração, associada a má alimentação e sedentarismo, é responsável por diversas doenças. Ele afirma que cerca de 30% dos norte-americanos são atingidos pelo câncer.

Técnicas orientais milenares, como a Yoga, dão a devida importância à respiração e são recomendadas. A sugestão prática de Robbins, no entanto, é que façamos uma respiração profunda diafragmática pelo menos três vezes ao dia.

Essa respiração deve ser feita puxando o ar pela barriga, segurando e depois expirando, em uma proporção de 1x4x2. Por exemplo, você inspira profundamente puxando o ar pela barriga por 7 segundos, segura o ar por 28 segundos e depois expira por 14 segundos. Realize esse ciclo dez vezes, repetindo três ciclos ao dia.

No vídeo abaixo você tem o áudio para experimentar fazer um ciclo. Se não aguentar com 7x28x14, pode tentar 6x24x12 ou 5x20x10 ou 4x16x8, dependendo da sua capacidade respiratória. A ideia não é fazer esforço demais. Você pode começar pequeno e ir expandindo.

Como aumentar sua energia pela hidratação

A segunda e importante mudança que Robbins sugere é que você altere sua alimentação para consumir alimentos ricos em água: frutas, vegetais (verduras e legumes) e brotos.

O autor lembra que 80% do nosso corpo é feito de água e que a dieta moderna norte-americana é composta basicamente de alimentos densos, calóricos e ricos em carboidratos, com poucos nutrientes. Novamente citando pesquisas, Robbins afirma que a maioria dos norte-americanos come apenas de 15% a 25% de alimentos ricos em água ao dia, o que estaria diretamente ligado à alta incidência de câncer e doenças cardíacas naquele país (e no Brasil não é muito diferente).

Aliada à respiração, a alimentação rica em água é essencial para limpar o nosso organismo, dissolvendo toxinas e outras substâncias que não queremos em nosso corpo.

A recomendação de Robbins é que pelo menos 70% de nossa alimentação seja composta por frutas, vegetais (verduras e legumes) e brotos, os três únicos alimentos ricos em água. Quanto mais naturais estiverem esses alimentos, melhor. Carnes e grãos (cereais como arroz e trigo ou leguminosas como feijão e soja) não estão incluídos na lista.

Se você pegar essa recomendação e complementar os 30% restantes com carnes e frutos secos, estará automaticamente fazendo a dieta Paleo que recomendamos neste post.

Exercícios do dia 17

  1. Liste todos os alimentos que passaram pela sua boca nas últimas 24 horas. Depois, circule aqueles que são ricos em água: frutas (e seu suco, se tirado na hora), verduras, legumes e brotos (não, cerveja não conta; nem leite). Qual a percentagem dos alimentos ricos em água na sua dieta?
  2. Faça um desafio de dez dias: faça três ciclos de respiração profunda diafragmática ao dia e faça uma alimentação com pelo menos 70% de alimentos ricos em água. Observe a mudança nos seus níveis de energia ao final dos dez dias.

Receba as atualizações

4 Comentários

  1. É vou largar de orgulho e preguiça e vou fazer esse curso aqui no Mude

    Responder
  2. Já estava fazendo este exercício como uma transição para mudança de hábito há uns 20 dias, e posso dizer a vocês que no quinto dia já havia notado diferença, acrescentaria também, o processo de despertamento pela manhã:

    Banho quente em seguida desligue o chuveiro (segurança) e troque a chave para Banho Frio e entre de vez quando estiver gelado.
    Separe 10 minutos para isso
    Respiração explosiva 3 series de 30
    3 minutos e meio de Gratidão (pense profundamente no que você tem e seja grato e cultive esse sentimento de gratidão) sugestão: seja grato por coisas simples, como a luz do sol em seu rosto.
    3 minutos e meio foco em cura, fortalecimento e no servir, seja útil a alguém. Comece focando em você e irradie isso para seus familiares e amigos e parceiros.
    3 minutos em foco naquilo que você quer prosperar, Veja, sinta e se aproprie do que quer para daqui a 6 meses, um mês ou hoje mesmo.
    Tenho feito isso antes de fazer minhas orações pela manhã e e começar o dia, o resultado é incrível.
    Grande abraço a todos! Ao moderador e dono do blog, perdoe pelo “textão”.

    Responder
  3. Desculpe a fonte do exercício acima é esse link:
    https://www.youtube.com/watch?v=ZfekYnTnow0
    Entrevista do Anthony Robbins.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *