Quem trabalha muito tempo ao computador ou em outra atividade repetitiva tem uma tendência grande a desenvolver tendinite, ou seja, a inflamar um tendão por conta do excesso de repetições de um mesmo movimento. Comigo não foi diferente: já há tempos, sofria com uma dor no antebraço direito que até me impedia de subir o antebraço se a palma da mão estivesse virada para o lado.

Durante alguns meses fui levando a dor, afinal se não era algo que passava desapercebido também não era nada que me impedisse de trabalhar.

Tempos depois, decidi partir para uma ofensiva para acabar com a tal da tendinite.

O detalhe é que eu não podia fazer o mais recomendado, que é diminuir o tempo ao computador. Então tive que usar outras estratégias, a saber:

  • Fazer alongamentos diariamente
  • Fazer exercícios de força para fortalecer a musculatura do antebraço
  • Comprar uma cadeira com antebraço e apoio total para as costas
  • Melhorar a postura
  • Alternar o mouse entre a mão direita e a mão esquerda
  • Melhorar a alimentação

Os resultados

Antebraço: músculos e tendões

Anatomia de um antebraço, sem tendinite.

De todos os itens que listei, o único que não levei a cabo foi alternar o mouse entre as mãos. Meu uso do mouse na mão esquerda é muito ruim e eu não consigo trabalhar direito nem dei tempo para me acostumar com a idéia.

Os alongamentos tenho feito todo santo dia, inclusive porque sofro de outro problema (encurtamento dos ísquios tibiais), também comum a quem fica muito tempo sentado (se você sente dor na parte de trás da coxa ao tentar tocar o chão mantendo a perna reta, bem vindo ao clube).

A cadeira nova ajudou a melhorar demais minha postura (viva o suporte lombar) e o apoio para os braços acomoda muito melhor o antebraço.

Por fim, os exercícios para fortalecer a musculatura do antebraço foram essenciais. Basicamente trabalhei com um aparelho de resistência para ficar abrindo e fechando a mão e fiz a rotina da chamada rosca punho, que é um exercício com barras específico para antebraço.

Cinco meses depois da ofensiva, posso dizer que meu antebraço já está a 95%. Mesmo com umas 10 horas de computador por dia.

Receba as atualizações

Publicado por Walmar Andrade

Criador do Mude.nu, Walmar Andrade é bacharel em Comunicação Social, com extensão em jornalismo on-line (UFPE), MBA em Planejamento, Gestão e Marketing Digital (FECAP-SP) e Master en Comunicación Empresarial (INSA-Barcelona). Escreve sobre comunicação e marketing digital no blog Fator W.

3 Comentários

  1. Como superar a tendinite sem ter que largar o computador: Quem trabalha muito tempo ao computador ou em outra at… http://t.co/6sNQxBhI

    Responder
  2. Oi Walmar!!

    Também trabalho com computadores e é impossível diminuir o tempo na frente da máquina.. mas fiquei curioso pela cadeira.. poderia postar uma foto?

    Com este acessório de trabalho acredito que já completo o set que vc nos mostrou :)

    Abraço e obrigado pelo texto!!

    Responder
  3. Recomendo o uso de trackball. A mão quase não se movimenta, só os dedos.
    Aliás, não sei por que trackball não é o dispositivo comum de entrada em todos os desktops e notebooks, já que é uma maravilha ergonômica. Talvez seja falta de marketing.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *