Vencer o desafio de conquistar independência financeira não está ligado a ganância, egoísmo ou ostentação. A melhor palavra para ser relacionada com independência financeira é liberdade.

Infelizmente, muitas pessoas têm relatado que venceram o desafio simplesmente por terem conseguido um emprego com salário bom, ou por terem saído da casa dos pais, ou por terem se livrado das dívidas.

Na verdade, o que queremos dizer com conquistar independência financeira é ter você ter juntado uma quantia de dinheiro que, investida, gere passivamente um rendimento que o permita viver de renda, sem ter que trabalhar.

Se você não precisa trabalhar para ganhar dinheiro, estará livre para fazer o que quiser da sua vida: trabalhar no que você realmente gosta, ter tempo para família e amigos, ter possibilidade de dedicar-se aos seus hobbies, ter possibilidade de ajudar quem precisa.

Embora conquistar independência financeira pareça ser algo distante para a maioria das pessoas, é surpreendente perceber que você pode se aposentar em cinco anos a contar de hoje, mesmo que ganhe apenas um salário mínimo.

Acha impossível? Pois os números mostram o contrário.

aposentar-rapido

Se você quer conquistar independência financeira em prazo tão agressivo, tudo o que precisa fazer é simplificar seu estilo de vida a ponto de gastar apenas 20% do que você ganha.

Faça isso e, em apenas cinco anos, você estará livre. Não importa qual seja a sua idade.

Vamos fazer um exemplo bem simples. Digamos que você ganha apenas um salário mínimo. Para esse exemplo, vamos usar R$ 724,00, que é o valor do salário mínimo vigente no ano de 2014. Se você consegue simplificar seu estilo de vida a ponto de gastar apenas 20% desse valor (R$ 144,80), conseguirá poupar todo mês R$ 579,20.

Agora a matemática entra em ação.

principio-80-20

Cinco anos têm 60 meses. Como você junta R$ 579,20 por mês, terá ao final do período R$ 34.752 se juntar tudo “embaixo do colchão”, sem nenhum rendimento.

Pois bem, R$ 34.752 aplicados e rendendo líquido (descontadas taxas e inflação) apenas 0,42% ao mês gera uma renda passiva, sem você precisar trabalhar, de R$ 145,95. Esse rendimento de 0,42% ao mês é fácil de conquistar mesmo pelo mais conservador dos investidores. Como você só gasta R$ 144,80 por mês, estará livre para parar de trabalhar por obrigação e ir fazer só o que você quiser.

Claro que dificilmente alguém vive bem com apenas R$ 145,95 por mês. A questão aqui não está nos valores: esse exemplo é válido para todo e qualquer salário que você ganhe, desde que seu estilo de vida seja simplificado a ponto de você conseguir poupar 80% do que ganha.

Se não conseguir tanto, tudo o que tem a fazer é aumentar o seu plano de aposentadoria de cinco para 6, 7, 8 anos. O que precisar.

O exemplo extremo do 80/20 em 5 anos serve para mostrar como muitas vezes somos capturados por um sistema que glorifica o trabalho pelo trabalho, mesmo que seja um trabalho insignificante ou de que você não goste, mesmo que esse trabalho acabe se transformando em uma espécie de prisão em regime semi-aberto, na qual você precisa comparecer todo dia em determinado horário de entrada e saída, com pontos eletrônicos e planilhas controlando sua frequência.

A maioria de nós cria prisões financeiras para nós mesmos, para manter um padrão de consumo elevado que traz um pouco de diversão (ou distração) em troca de toneladas de sacrifício pessoal.

Não se engane. Boa parte daqueles que conseguem pelo esforço próprio vencer o desafio de conquistar independência financeira continuam trabalhando, mas somente naquilo de que realmente gostam. E acabam trabalhando bem melhor, por geralmente fazer algo significativo e de grande importância pessoal.

Pense sobre isso na próxima vez que for pagar mais de cem reais em um almoço ou jantar.

Redação Mude.nu

Ver todos os posts

27 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    • Foi só um exemplo. Com essa renda não dá.
      Se você tem uma renda de R$4.000,00, 20% seria R$800,00.

  • Cara na boa, se a pessoa é solteira, mora com os pais da para economizar esse montante, mas para quem tem família e paga contas isso é simplesmente impossível.
    Dê uma dica mais realista e possível de alcançar sem falsas ilusões ok!

  • Galera, levem o artigo como uma idéia. Se é impossível gastar 150,00.. Pode ser que você ganhe mais do que um salário mínimo também. A diferença será o tempo

  • GOSTEI DA DICA.
    MAS É BEM DIFÍCIL UM BRASILEIRO CONSEGUI GASTAR APENAS 20% DOS SEUS GANHOS. SEMPRE TEM AQUELE GOSTINHO DE QUERO MAIS.

    MAS FICA AI A SUGESTÃO DE GASTAR 20%¨OU ENTÃO
    DE POUPAR 20% AO INVÉS DE 10%

  • Nossa! Que coisa mais fácil de fazer, ainda mais pra quem ganha um salário mínimo! O autor do artigo aconselhou a viver com apenas 146 por mês,mas garanto que ele não vive só com isso rsrsrsrs
    Mas fica a dica(pra quem ganha bem) gastar vamos dizer assim: 40%, 50%, 60% do salário.

      • Oi amigo!

        Eu arredondei, no artigo está dando o exemplo de quem ganha um salário mínimo de viver com somente 144,80 por mês. Eu arredondei, só que ao invés de escrever 145, errei a digitação e escrevi 146, eu mal entrei aqui e fiquei pouquinho tempo,pois logo depois que eu escrevi, fui tomar café e me dirigi ao meu trabalho.

        Abraços

      • Você não entendeu a pergunta do Walmar! A questão não é o valor expresso em reais, porque ninguém conseguiria viver com esse rendimento, mas a porcentagem que você irá utilizar para ganhar um rendimento acima do seu estilo de vida. Simples assim. Gostei da dica.

      • Exatamente, Edmar! Pelo visto o pessoal não está lendo o texto com atenção :)

  • É uma boa dica mais é bem dificil usar apenas 20% de um salario minimo.Mais é uma ideia q pode ajudar quem ganha mais q um salario minimo.

  • Independente de quanto poupar…se voce comecar com algum valor mensal ja e um bom comeco… quando voce tem um parcelamento de um bem, todo mes voce sabe que é preciso separar aquele valor…e porque nao assumir um compromisso com voce mesmo… essa é minha dica…

  • O cerne da ideia é legal, o pessoal não tem capacidade para interpretar texto e fica achando absurdo: “muuhh viver com 150 reais é impossível duuhhrr”. O exemplo é colocado de forma EXTREMA de propósito, para chamar atenção a uma questão muito mais abrangente.

    O ponto-chave, resumindo o que o autor quis passar, é o seguinte:

    O consumismo exacerbado nos aprisiona a um ciclo vicioso onde trocamos toneladas de sacrifícios pessoais por uma ínfima e parca diversão (ou distração).

    Passamos a vida toda a sustentar esse ciclo, cada vez mais nos sacrificando para termos um estilo de vida, muitas vezes, enganoso com felicidades temporárias e cronometradas a um alto custo e que não reflete nossas reais necessidades.

    A solução para libertar-nos dessa “escravidão” seria diminuir o nosso arcabouço de necessidades e aderirmos a um padrão de vida mais simples e sem exageros, ou seja, ser o autêntico “low-profile”.

    Ao fazer isso, podemos diminuir as nossas expectativas com relação ao dinheiro de tal forma que com uma parcela mínima dos nossos salários poderíamos viver plenamente satisfeitos sem necessidades extravagantes e consequentemente ao adotar um sistema de gastos mais enxutos poderíamos mais rapidamente sair de vez dessa roda de sofrimento e prazer limitados.

    Uma frase síntese é a do Tyler Durden no filme Clube da Luta: “Trabalhamos em empregos que odiamos para comprar porcarias de que não precisamos.”

  • Adorei a dica, pois é exatamente o que estou fazendo desde que comecei a querer ter independência financeira!!! ganho 1.700,00 e meu custo de vida é de apenas 700,00 para lá na frente poder ter 5 mil reais na minha conta todos os meses e fazer somente o que eu gosto!!!!

  • Para facilitar o entendimento do pessoal.
    Se você vive com 20% e investe o resto aposenta em 5 anos.
    Se você vive com 40%, então aposenta em 10 anos.
    Se você vive com 80%, então aposenta em 20 anos.

    Entenderam agora?

  • Consigo poupar e investir no Tesouro Selic 70% ganho 5k. Super fácil. Não moro com meus país e sou independente e sem família, talvez por isso seja mais fácil rs