Compras impulsivas são grandes obstáculos para quem busca independência financeira. Por vezes é difícil resistir aos apelos da propaganda ou de amigos e não comprar aquele smartphone, tablet, aquelas roupas, aquele carro novo…

O problema é que, muitas vezes, fazemos a compra e, logo depois, já nem ligamos para o que compramos. Estamos de olho em outra novidade que acaba de chegar ao mercado. E assim nosso dinheiro se vai, comprando passivos em vez de ativos.

Como contornar essa situação? Como saber se a compra que estamos querendo fazer é realmente uma necessidade que temos ou se é apenas um desejo passageiro por algo que não precisamos de verdade?

A resposta está na caixa dos 30 dias!

Caixa dos 30 dias

A caixa dos 30 dias funciona da seguinte maneira: sempre que tiver o impulso de comprar algo, anote em um pedaço de papel o item e o valor. Depois, guarde o papel em uma caixa e anote na caixa a data em que você vai abri-la, que deve ser daí a 30 dias.

Se, depois desse tempo, você continuar com a vontade de comprar o item, é menos provável que se trate de uma compra por impulso. Pode ser algo que você realmente queira ou precise.

Por que 30 dias?

Durante 30 dias, você terá tempo para pensar se quer mesmo aquele item. E também terá tempo para anotar outros desejos por compras que vão aparecendo pelo caminho.

Juntando várias caixas, você poderá ter uma visualização material de como está gastando o seu dinheiro com passivos, em vez de estar comprando ativos para a sua independência financeira.

Além disso, em 30 dias o objeto não vai sumir do mercado e nem provavelmente terá o seu preço alterado, então você pode ficar tranquilo.

Receba as atualizações

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *