Chegamos ao quarto dia do áudio-curso Personal Power, de Anthony Robbins, o curso de desenvolvimento pessoal de maior sucesso em todos os tempos. Nesta aula, Robbins ensina como mudar qualquer coisa em sua vida usando os três passos do condicionamento neuroassociativo.

Todas as mudanças que queremos fazer na vida referem-se a mudar como nos sentimos ou nosso comportamento. As diversas formas de terapia utilizam vários meios diferentes para chegar a um mesmo resultado. O condicionamento neuroassociativo tem como objetivo mudar o significado que damos às coisas.

Por exemplo, se você quer emagrecer e nunca consegue fazer uma dieta direito, é porque para você fazer dieta significa dor. Seu cérebro provavelmente associa dieta a fome, privação, restrição, falta de liberdade.

O que o condicionamento neuroassociativo faz é mudar essa associação. Uma vez que você passe a associar dieta a saúde, beleza, diversão, vida longa, você conseguirá ser bem sucedido.

Com os três passos dessa técnica você pode mudar qualquer coisa em sua vida. Vamos a eles.

Borboleta preta e amarela

1. Obtenha alavancagem

Para mudar, você tem que estar comprometido. Não adianta apenas querer. Nem o melhor terapeuta nem a melhor técnica do mundo conseguirão mudar uma pessoa que não está realmente comprometida com a mudança.

Comprometer-se é diferente de querer. Muitas pessoas dizem querer mudar, mas poucas realmente estão comprometidas com a mudança. Comprometer-se significa cortar todas as outras possibilidade. Significa transformar um “eu poderia” em um “eu devo”.

Uma maneira de você conseguir alavancagem é associar bastante dor ao fato de não mudar. O que vai custar a você a longo prazo se não parar de fumar? Se não perder os quilos extras? Se continuar empregado para um completo idiota?

2. Interrompa o padrão limitador

O segundo passo é quebrar suas associações atuais. Quando pensar em dieta como algo ruim, faça algo inesperado. Abra um sorriso e bata os braços, faça um barulho estranho, morda a própria língua.

A ideia é fazer isso repetidas vezes, a ponto de interromper o padrão limitador a um ponto que você não consiga voltar a ele.

3. Condicione-se a uma nova associação

Se antes você associava dieta a sacrifício, agora você vai ter que se condicionar a associar dieta a diversão.

Um condicionamento é algo que fazemos repetidas vezes até que se torne um hábito. Pense em condicionamento físico: ninguém o obtém da noite para o dia. É preciso exercitar-se um pouco a cada dia até estar bem condicionado.

Aqui ocorre o mesmo. Você vai ligar o item que você deseja mudar na sua vida a coisas boas. E também associará o fato de não mudar a coisas muito ruins. Isso deve ser feito constantemente, até que o novo padrão esteja assentado no seu cérebro.

Exercícios do dia 4

No dia 3, você deve ter listado quatro coisas que deseja mudar em sua vida. Hoje, você deve pegar cada um desses itens e fazer os seguintes exercícios:

  1. Obtenha alavancagem: escreva 10 razões pelas quais você deve mudar isso hoje. Depois, escreva todas as razões pelas quais você sabe que pode fazer isso.
  2. Interrompa seus padrões: descreva 4 ou 5 maneiras de colocá-lo fora da sua atual associação limitadora – e use-os!
  3. Condicione-se: faça forçadamente o seu novo comportamento. Dê a si mesmo um senso de realização e alegria, orgulho ou satisfação cada vez que você o fizer. Faça isso repetidas vezes até que rapidamente, quando você pensar nessa nova associação, automaticamente vai se sentir bem.

Receba as atualizações

1 Comentário

  1. Ótimo, continue com o bom trabalho.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *