Depois que decidi operar diretamente na Bolsa de Valores, deparei-me com uma questão muito importante: qual corretora escolher? O primeiro e mais óbvio passo era descartar as corretoras dos próprios bancos. Dez entre dez pessoas falam mal dessas corretoras quando comparadas aos sistemas de corretoras criadas especificamente para negociar ações.

Meu segundo passo foi saber se havia alguma em Pernambuco, onde morava. A única encontrada foi a Codepe, criada no estado mas atualmente com sede em São Paulo, o que não a diferencia muito das demais. Procurei então saber se havia algum ranking ou alguma coisa do tipo para pelo menos me guiar na escolha da empresa. Encontrei o ranking anual do InfoMoney e limitei as minhas escolhas a uma dessas:

  • Wintrade
  • Coinvalores
  • Gradual
  • Spinelli
  • Geração Futuro
  • Planner
  • Ágora
  • Souza Barros
  • Título
  • Banif
  • Solidez

Comecei então a percorrer os sites das mesmas avaliando sobretudo: facilidade de uso do home broker (sistema que é utilizado para comprar e vender ações a partir do computador), taxas de corretagem e atendimento on-line ou via 0800 (não quero ficar ligando interurbano toda hora).

Por que escolhi a Wintrade

Tela do home broker da corretora Wintrade.

No final das buscas, minha decisão ficou entre a Wintrade e a Spinelli. As duas possuem taxas de corretagem bastante parecidas, porém a Wintrade cobra menos para compra de ações no mercado fracionário (ou seja, aquele para quem ainda não tem ou não quer arriscar capital superior ao necessário para comprar lotes de 100 ações).

Na verdade, as taxas de corretagem entre todas elas não varia muito. Eu acabei tendo como fator de decisão o home broker. Como sou muito chato com interface de sistemas, descartei as que não tinham uma demonstração ou ao menos uma visualização do sistema.

O home broker da Spinelli é bem novo e bastante funcional. Eu o vi em funcionamento no curso de Análise Fundamentalista e realmente parece ser muito bom. O da Wintrade também é excelente e permite o teste através do site. Eu quase desisto dele por ser todo em Flash, mas por conta do diferencial de preço no mercado fracionário acabei optando pela Wintrade. Como ponto negativo, ela cobra para operar com títulos públicos, diferente de outras que oferecem esse serviço gratuitamente.

Se tomei a decisão certa não sei, mas como é algo que você pode mudar a qualquer momento sem grandes dores de cabeça, vamos experimentar a Wintrade por um tempo e analisar se fiz a opção correta.

Receba as atualizações

Publicado por Walmar Andrade

Criador do Mude.nu, Walmar Andrade é bacharel em Comunicação Social, com extensão em jornalismo on-line (UFPE), MBA em Planejamento, Gestão e Marketing Digital (FECAP-SP) e Master en Comunicación Empresarial (INSA-Barcelona). Escreve sobre comunicação e marketing digital no blog Fator W.

2 Comentários

  1. Eu optei pela Mycap por ser a maior e mais recomendada para os iniciantes.

    Responder
  2. Como escolhi minha corretora para operar na Bolsa de Valores: Depois que decidi operar diretamente na Bolsa de V… http://t.co/hVJfjd1E

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *