Era uma tarde fria de domingo em Barcelona quando, depois de muito pensar, decidi que ia seguir a carreira de servidor público. Depois que tomei a decisão, a primeira coisa que me veio à cabeça foi: como começar a estudar para concurso?

Eu não fazia a menor ideia de como funcionava aquele mundo. Estava morando na Espanha há seis meses para fazer uma pós-graduação em Marketing Digital. De lá, eu trabalhava (ou tentava trabalhar) para a empresa que havia fundado dois anos antes, no Recife.

Só que nada estava dando certo. A grana estava curta e alguns problemas familiares talvez impedissem que eu vivesse bem no Recife quando a pós-graduação acabasse. Por isso comecei a pesquisar sobre como começar a estudar para concurso público…

Três meses depois, já estava aprovado. Um ano depois, passei para um cargo ainda melhor. Minha esposa interessou-se, eu mostrei a ela como começar a estudar para concurso, e em menos de um ano também ela foi aprovada em um cargo de nível superior.

Em outros dois textos, já expliquei como passei no primeiro concurso e no segundo. Neste, quero falar especificamente sobre como começar a estudar para concurso público.

Continue lendo para saber:

  • Como entender o cronograma típico de um concurso público
  • Por que primeiro você deve aprender a aprender
  • Como escolher uma área de foco faz toda a diferença
  • Como montar a sua Batcaverna
  • Por que valorizar HBC deve se tornar a sua obsessão
  • Como alavancar o seu desempenho com base no passado

Interessou-se? Então feche essa aba aí do Facebook e pegue uma caneca de café, pois chegou a hora de aprender de vez como começar a estudar para concursos.

Entenda as quatro fases essenciais de qualquer concurso

Como começar a estudar

Naquele domingo em que decidi começar a estudar para concurso, comecei a pesquisar no Google quais seriam as minhas opções.

A primeira coisa que descobri foi que, dois dias antes, havia saído uma autorização para realização do concurso público da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). E eu me dei conta que nem sabia o que era uma autorização.

Então, o primeiro passo para quem quer saber como começar a estudar para concurso é entender as quatro fases essenciais de qualquer certame. São elas:

  1. Autorização: em concursos públicos federais do Executivo, o Ministério do Planejamento precisa emitir uma autorização para que o órgão realize o concurso. Isso porque essa pasta é responsável pelo Planejamento, Orçamento e Gestão do Governo Federal. Assim, se um órgão quer fazer o concurso público, precisa primeiro requisitar ao Ministério do Planejamento e depois receber a autorização.
  2. Edital: depois que a autorização é emitida, o órgão tem até seis meses para publicar o edital. Essa é uma regra criada no e para o Executivo Federal, mas acaba, na prática, sendo seguida nas demais esferas e poderes. Só quando o edital é publicado você saberá com exatidão quais e quanto são os cargos disponibilizados, qual o salário, quais os conteúdos que serão cobrados na prova.
  3. Prova: entre a data de publicação do edital e de realização da prova, deve haver no mínimo dois meses de intervalo. Alguns concursos realizam as provas em mais de um dia, enquanto outros ainda têm uma terceira fase (avaliação de título ou provas físicas, por exemplo).
  4. Recurso: a quarta fase me parece ser a mais relegada por quem quer aprender como começar a estudar para concurso público. Na fase de recurso, você pode (e deve!) contestar todas as questões que errou e sobre as quais paire alguma dúvida, por menor que seja. Vou dar um exemplo prático. No concurso da Aneel, havia uma questão que dizia que a “Agência Nacional do Petróleo e Biocombustíveis” possui representantes no Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE). A afirmação é verdadeira, mas eu errei. Só que na fase de Recurso, eu recorri da questão dizendo que não havia no Brasil nenhuma “Agência Nacional do Petróleo e Biocombustíveis”, mas somente a “Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis”. A banca concordou, a questão foi anulada e eu ganhei o ponto. Assim fiz com outras 13 questões, das quais nove tiveram o gabarito modificado. Como cada questão errada anulava uma certa, ganhei 18 pontos dos 120 só na fase de Recurso.

Se você vai começar a estudar para concurso hoje, sugiro que busque um concurso público que esteja no máximo na fase de autorização. O ideal é que esteja ainda em uma fase anterior, quando há só comentários de que o órgão vai abrir concurso.

Você pode ficar por dentro desses boatos visitando sites e fóruns como os do PCI Concursos ou Correioweb.

Aprenda a aprender

Como começar a estudar para concursos públicos

Lembro claramente que a segunda-feira, meu primeiro dia estudando para concursos, foi totalmente dedicada a saber um pouco mais sobre meta-aprendizado. Eu queria saber um pouco mais sobre como aprender a aprender.

Passei o dia inteiro lendo sobre técnicas de memorização, métodos de estudo, maneiras eficientes de se aprender.

Há muita baboseira sobre o assunto, mas também há muito material sério, advindo de estudos científicos. Tentei separar o joio do trigo escolhendo o que fazia mais sentido para mim.

Acho que funcionou porque eu estudei por dois meses e meio, fui para o Brasil em um fim de semana fazer a prova, e passei de primeira. Claro que o estudo em si é muito mais importante do que o meta-aprendizado, mas você está desperdiçando uma enorme vantagem competitiva se não dedicar um pouco de tempo a aprender a aprender antes de saber como começar a estudar para concurso.

Hoje, mais de quatro anos depois daquele inverno em Barcelona, está mais fácil encontrar informação de qualidade sobre meta-aprendizado. Um dos livros que indico você pode comprar e começar a ler neste exato instante, por se tratar de um eBook: Os 7 Pilares do Aprendizado, de Paulo Ribeiro, que já escreveu aqui no Mude.nu como a ciência pode melhorar o seu aprendizado.

Como começar a estudar para concurso público focando em uma só área

Existem dezenas de opções para quem quer começar a estudar para concurso. A pior coisa que você pode fazer é não escolher, de início, em qual área você irá focar.

Você pode focar na carreira fiscal, na carreira jurídica, na carreira de polícia, na área administrativa, na área de saúde… só não pode ficar pulando de galho em galho.

Ocorre que as matérias e até mesmo as questões repetem-se bastante nos diversos concursos públicos de uma mesma área. Assim, se você escolhe a área administrativa e não passar de primeira, já terá uma boa bagagem quando for fazer a segunda prova na mesma área.

Isso não quer dizer que você vai focar apenas em um concurso público. Por exemplo, se você escolheu a carreira policial, pode fazer o concurso da Polícia Militar do seu Estado, da Polícia Militar de outro estado, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Ferroviária Federal, da Polícia Civil do seu estado, da Polícia Civil de outro estado, da Guarda Municipal de qualquer cidade, da Polícia Legislativa…

Agora se você faz um concurso para a área jurídica, depois para a área administrativa, depois para a área de polícia, pouco levará de conhecimento. Veja o caso do Alexandre Meirelles, que foi aprovado em diversos concursos somente na área fiscal:

Existem, no entanto, algumas matérias que são cobradas em praticamente todos os concursos públicos. Se você quer saber como começar a estudar para concurso com efetividade, deve desde logo saber que será importantíssimo criar uma boa base nas seguintes matérias:

  1. Português: é cobrado em todos os concursos de que tenho notícia. Nunca vi nenhuma prova que não cobrasse Português. Além disso, costuma ter um peso bastante grande na nota final.
  2. Direito Constitucional: é o ramo do Direito Público que estuda especificamente a Constituição Federal. Além de ser cobrado em quase todo concurso, é importante você ter um bom conhecimento da Constituição até para identificar com facilidade afirmativas incorretas em outras matérias, pelo simples fato de serem afirmativas “inconstitucionais”.
  3. Direito Administrativo: é o ramo do Direito Público que estuda a própria Administração Pública. É nessa matéria que você vai saber mais sobre os regimes de contratação dos servidores públicos, licitações, atos administrativos, diferenças entre administração direta e indireta etc.
  4. Inglês: o Inglês é cobrado na maioria das provas para cargos de nível superior. Em regra, cobra-se mais capacidade de interpretação de textos do que regras gramaticais em si. Estudar inglês para concurso é bem diferente de estudar em cursos de inglês, pois aqui você não precisa saber falar nem ouvir nenhuma palavra. Na maioria dos casos, também não precisa escrever nada. O seu foco, portanto, deve ser em ler e compreender textos em inglês.
  5. Raciocínio Lógico: o raciocínio lógico vem em último nesta lista porque é a menos cobrada entre as cinco mais cobradas. O que você deve fazer é, dentro da área que escolheu focar, verificar em provas de concursos anteriores se essa matéria vem sendo cobrada.

Está gostando deste texto?

Agora que você já conhece as fases dos concursos públicos, já aprendeu a aprender e já escolheu em qual área vai focar, chegou a hora de efetivamente saber como começar a estudar para concurso público.

E para isso, você precisa montar a sua Batcaverna.

Monte a sua Batcaverna

Como estudar para concursos públicos

Estudar para concursos públicos resume-se, no final das contas, a concentração e disciplina. Para ter a primeira, você precisa já no início montar um ambiente que seja propício a aumentar a sua performance nos momentos em que estiver estudando.

Quando o Batman precisa desvendar qualquer crime nos quadrinhos, ele vai direto para a Batcaverna porque é lá que ele encontra absolutamente tudo de que necessita para resolver o caso.

Assim deve ser o seu ambiente de estudo. Para montá-lo, você deve atentar para os seguintes aspectos:

  • Livros e outras fontes de conhecimento
  • Material de escritório
  • Ergonomia
  • Silêncio e diminuição de interferências

O ideal, claro, é ter um ambiente exclusivo para o seu estudo. Sabemos, no entanto, que a maioria das pessoas simplesmente não tem esse luxo.

Nesse caso, o que você deve fazer é tentar reservar um pedacinho da sua casa, nem que seja apenas uma mesa e uma cadeira, para ter aquele lugar como o seu local sagrado de estudos.

Vamos passar pelos quatro itens para entender como começar a estudar para concurso em um ambiente que favoreça o seu desempenho.

Livros e outras fontes de conhecimento

A primeira regra para escolher por meio de quais livros você vai estudar é selecionar aqueles que são voltados para concursos públicos.

Lembre-se de que o seu foco não é escrever uma dissertação de mestrado, não é dominar academicamente um assunto. O seu foco é tão somente marcar a resposta certa para a pergunta que lhe foi feita.

Falei acima do caso do inglês, sobre como é diferente um cursinho de inglês e o inglês cobrado em concursos públicos. O mesmo vale para praticamente todas as outras matérias.

Material de escritório

Todos têm as suas preferências, mas a minha recomendação é que você compre um caderno menor para cada matéria que for estudar, em vez de um caderno grande dividido entre várias matérias.

Se você utilizar o sistema de rotação de matérias (falarei mais sobre ele à frente), ter vários cadernos ajuda a quebrar o momento e dar aquela sensação de que um novo ciclo de estudo começou.

Além dos cadernos, quando você for aplicar o como começar a estudar para concurso, vai querer ter também à mão canetas de diferentes cores, marcadores de texto, lápis, borracha, postits etc.

Aliás, sempre prefira os materiais de lápis e papel aos eletrônicos. Por um motivo muito simples: com os eletrônicos, todas as tentações do mundo estão a um clique de distância. A sua força de vontade é um recurso limitado e você já a está utilizando para estudar em vez de se divertir. Você não precisa forçá-la ainda mais criando tentações desnecessárias.

Ergonomia

O material em que você estuda também tem sua importância, embora não seja fundamental. O básico já é suficiente:

  • Um ambiente bem iluminado, nem muito frio nem muito quente.
  • Uma mesa que não esteja bamba. Quanto maior, melhor.
  • Uma cadeira confortável.

Silêncio e diminuição de interferências

Deixei esse item por último por ele ser o mais complicado.

Como começar a estudar para concurso público se você vive em uma casa barulhenta em que ninguém parece respeitar sua necessidade de concentração?

Este é um dos grandes desafios de quem vai começar a estudar para concursos, pois é praticamente impossível concentrar-se em um ambiente muito barulhento.

O que você tem a fazer, aqui, é usar sua criatividade.

Já ouvi histórias curiosas sobre o assunto, como um cara que ia estudar dentro do carro na garagem, outro que dormia durante o dia e ficava acordado de madrugada por ser o único horário silencioso da casa, outro que comprou protetores de ouvido usados em indústrias para abafar o barulho…

Se a sua casa é muito barulhenta, a recomendação mais simples, no entanto, é procurar uma biblioteca.

Qualquer que seja o ambiente, você tem que deixar claro para as pessoas ao redor que você está em uma atividade que exige silêncio e concentração. Converse com seus familiares e amigos, explicando em detalhes o quê e o porquê de você estar fazendo aquilo.

Por fim, sempre que for começar a estudar para concurso, lembre-se de desligar o celular, ou colocar no silencioso (sem o modo vibratório) e virado para baixo, de modo que as notificações não o perturbem.

HBC, a sua matéria-prima

Quando fui procurar saber como começar a estudar para concurso, lia nos fóruns de vez em quando o pessoal falando que “não tinha conseguido atingir a meta de HBC do dia”, que buscava “dicas de como ter mais HBC”, que “HBC é o que há de mais importante no estudo” etc.

E eu ficava me perguntando: o que diabos é HBC?

Como ninguém explicava no fórum, recorri ao Google e descobri que nada mais era do que “hora-bunda-cadeira”, uma brincadeira com o “hora-homem” utilizado no mundo corporativo.

Com o tempo, passei a entender porque o pessoal falava tanto em HBC. No estudo para concursos públicos, o tempo é a sua principal matéria-prima. Principalmente se você quer ser aprovado logo.

Se você não tem o luxo de poder dedicar-se exclusivamente a estudar, terá que aprender a distorcer o tempo a seu favor.

Vou dar um exemplo da minha situação quando fui começar a estudar para o meu segundo concurso público. O meu dia era mais ou menos o seguinte:

Horário de estudo para concurso público

Nessa situação, eu teria mais ou menos quatro HBC por dia para estudar nos dias úteis. No entanto, eu sabia que se eu quisesse realmente passar para aquele cargo (com uma concorrência de mais de mil candidatos por vaga), precisaria de pelo menos o dobro daquele tempo.

No mesmo dia em que o edital saiu, tranquei a academia e passei a dormir, nos dias úteis, da meia-noite às 6h da manhã. Passei também a ir para casa na hora do almoço. Em vez de comer, eu tomava um shake substituto de refeição e assim ganhava quase uma hora por dia de estudo.

Com essas mudanças, meu dia passou a ser:

calendario-depois

Contando os intervalos, isso dava cerca de oito HBC por dia útil. Nos finais de semana, eu dormia um pouco mais (8 a 9 horas por noite) e aumentava as HBC para 10, 11, algumas vezes até 12 num sábado ou domingo inspirado.

Além disso, você pode usar o tempo a seu favor de outras formas. No meu caso, eu ouvia a Constituição em áudio no carro, fotografava mapas mentais com o celular para revisar quando possível, assistia a filmes com legendas em inglês quando precisava relaxar etc.

Rotacionando matérias

Esse tempo que você conseguir reservar para o seu estudo deve ser usado de forma inteligente. Não é muito eficaz, por exemplo, você estudar por horas seguidas a mesma matéria.

Então, como começar a estudar para concurso com mais eficácia? Rotacionando as matérias.

Você deve, inicialmente, listar em uma ordem específica quais as matérias que você vai precisar estudar para o concurso e quanto tempo vai dedicar a cada uma delas, não menos do que 45 minutos e não mais do que 90 minutos. Por exemplo:

  1. Português – 60 minutos
  2. Direito Constitucional – 60 minutos
  3. Inglês – 45 minutos
  4. Direito Administrativo – 60 minutos
  5. Raciocínio Lógico – 45 minutos
  6. Legislação específica – 60 minutos

Você vai seguir sempre a ordem e o tempo que definir, não importa quanto tempo consiga estudar no dia. O seu foco é em HBC reais, não em cumprir um cronograma fantasiado que você montou um dia, mas que na prática nunca consegue seguir.

Com a rotação de matérias, você assegura-se de estar estudando todas as matérias necessárias. Se hoje você só consegue estudar por uma hora, estudará os seus 60 minutos de Português. Amanhã começará pelos 60 minutos de Direito Constitucional e vai estudando todo o tempo que der.

Aliás, é justamente por ter de otimizar as HBC que não recomendo que você saia fazendo muitos cursinhos.

Perde-se muito tempo em deslocamento, intervalos e esperando a aula começar.

Foque em fazer cursinho só para uma matéria em que você tenha muita dificuldade, ou que tenha um professor bem acima da média, ou até que não tenha muito material disponível. No mais, foque em aumentar o seu tempo de estudo líquido.

Quantas HBC por dia são ideais? Quantas você conseguir.

Como começar a estudar para concurso hoje aproveitando o ontem

como-comecar-a-estudar-para-concurso-publico

Por fim, você precisa tirar a desvantagem de ser um novato no estudo para concursos públicos. Se há outras pessoas estudando a mais tempo, elas estão na sua frente na concorrência, desde que estejam estudando do modo mais eficaz.

Mas como começar a estudar para concurso sem essa desvantagem? Aproveitando-se do passado.

Já falei acima: as questões dos concursos públicos costumam se repetir bastante. Os editais também.

Assim, se você vai começar a estudar hoje e já sabe a sua área de foco, procure os editais e as provas antigas e comece a analisá-los.

Como falei nos outros posts, eu utilizei o site Questões de Concursos para fazer literalmente milhares de questões passadas. Foram 3 mil no primeiro concurso e outras 9 mil no segundo, só no site, sem contar questões que fiz em livros e cursos.

Se você fizer isso, não importa que outras pessoas estejam estudando há anos. Aliás, se estão estudando há anos e ainda não passaram, isso pode até ser uma desvantagem para elas.

Seguindo essas dicas sobre como começar a estudar para concurso, acredito que você pode sair na frente de boa parte dos concorrentes e conseguir a sua aprovação bem antes do que acredita ser capaz.

Como sempre, estou disponível para responder dúvidas nos comentários. Espero ajudar de alguma forma.

Fotos: Markus Spiske / Temporausch / CC-BY

Receba as atualizações

Publicado por Walmar Andrade

Criador do Mude.nu, Walmar Andrade é bacharel em Comunicação Social, com extensão em jornalismo on-line (UFPE), MBA em Planejamento, Gestão e Marketing Digital (FECAP-SP) e Master en Comunicación Empresarial (INSA-Barcelona). Escreve sobre comunicação e marketing digital no blog Fator W.

60 Comentários

  1. Amigo, primeira vez que acesso este blog e já coloquei ele como favorito. Conteúdo fantástico. Esse foi um dos melhores artigos que li sobre concursos públicos. Parabéns!!! Artigo direto e sem enrolação. Estou exatamente no início da preparação para concursos e seguirei suas dicas. Espero alcançar os mesmos resultados que você.

    Responder
  2. Olá! Adorei o texto.. Estou com dificuldades pra estudar mas agira sabendo do hbc vou escolher o meu lugar e por em prática! Kkkk obrigada:)

    Responder
  3. Amigo tenho uma duvida o seguinte:

    Escolhi um caderno por materia exceto exatas que nao uso caderno. Como vc organizava os estudos de Teoria, Mapas mentais e Exercicios? Vc estudava a teoria durante a semana e exercicios e mapas fds?

    A outra é pra quem sonha com cargo de Analista Legislativo Senado. Como estamos longe do concurso quais disciplinas vc aconselha a focar?

    Responder
    • Não, todo dia eu procurava estudar teoria e exercícios. No começo, 80% de teoria e 20% de exercícios no tempo alocado para cada matéria. Depois 50%-50%. Nas últimas semanas, 20% para teoria e 80% para exercícios.

      Responder
  4. Outra pegunta é como vc fazia mapas mentais? folha em Branco, tamanho etc?

    Responder
  5. Walmar, Obrigada por compartilhar tanta informação bacana!

    Responder
  6. Fico muito feliz em ver pessoas dispostas a ajudar a quem esta iniciado nesta jornada dos concursos públicos. Estava completamente perdido em como iniciar e você clareou bastante o caminho. Obrigado e continuarei acompanhando suas excelentes informações.

    Responder
  7. Olá Walmar,

    Que fontes indica para estudar inglês e espanhol para concurso?

    Grata.

    Responder
  8. Olá, adorei o conteúdo do seu website e da sua experiência relatada. Mas gostaria de saber qual é esse aplicativo ( ou programa ) que você utilizou em uma das imagens para o gerenciamento do seu tempo, obrigado !

    Responder
  9. Fantástico, sua mensagem! Adorei a orientação e vou aplicar a partir de agora!

    Responder
  10. Post maravilhoso.
    Andava meio ‘tonta’, kkk. Mas, acho que encontrei um bom caminho.
    Vou seguir os passos, até conseguir alcançar meu objetivo.
    Obrigada por disponibilizar-se a ajudar compartilhando sua experiência.

    Responder
  11. Fiquei muito feliz por vc ter compartilhado sua experiência, estou em um momento muito dificil da minha vida e parece que tudo esta desmoronando na minha cabeça. Eu vou começar a estudar para concurso, mas sou muito insegura acho que nunca vou passar, que sempre tem alguem melhor que eu, e que não consigo aprender… Mas se Deus quiser vou superar tudo isso e vou me esforçar para passar em algum mais facil. Obrigada por me ajudar com suas dicas.

    Responder
  12. Oi! Gostei muito das dicas que você escreveu aqui… Quero começar a estudar para concursos JÁ e não sabia por onde começar! Coloquei nos favoritos assim que comecei a ler! Estou com dificuldades na escolha da área… Tenho medo por não saber as funções de alguns cargos e também de não ter concursos para a minha cidade… Você teria sites bons para acompanhar isso? Obrigada!

    Responder
  13. Vou começar a estudar para provar para a minha mulher que ela é capaz de passar também, basta ter organização e concentração , ela até que estuda uma boa parte do dia , tem muita vontade ,o problema é que é sem organização .Ou seja eu vou na frente e ela vem logo em seguida , duas cabeças é uma boa , não é ?

    Responder
  14. Muito bom seu artigo, sensacional. Animei e já vou colocar em prática. Parabéns.

    Responder
  15. Adorei seu texto. Estou começando a saga dos concursos agora e me esclareceu muitos pontos. Fiquei com uma dúvida: seu método de estudo com base em livros. Hoje em dia temos muitos cursos online que disponibilizam apostilar – você ainda considera os livros uma alternativa melhor a esse material eletrônico? Se sim, onde consigo informações sobre os melhores autores para cada disciplina?
    Abraços e parabéns pelo site!

    Responder
    • Paulo, se for ajudar, no e-book do Alexandre Meirelles, citado neste texto, tem algumas dicas sobre material de estudo: eletrônico e impresso. Dá uma conferida, o cara é mesmo fera: http://suficienciacontabil.com.br/wp-content/uploads/2014/12/ciclos-de-estudo-alexandre-meirelles.pdf

      Responder
    • Paulo, eu prefiro livros, mas não dá para generalizar e dizer que sempre os livros serão melhores do que os cursos on-line e apostilar. Em regra, acredito que são.

      Quanto aos melhores autores para cada disciplina, é preciso pesquisar na internet as opiniões, pois são muitas disciplinas.

      Eu sempre recomendo Marcelo Alexandrino e Vicente Paulo para Direito Constitucional e Direito Administrativo. E para raciocínio lógico indico com sobras o professor Sérgio Machado. Administração eu estudei pelo Chiavenato, mas já não me impactou tanto quanto os outros que citei.

      Para outras disciplinas, não tenho nomes de destaque gravados…

      Abraços!

      Responder
  16. Exelente suas dicas! Vou adota-las. Exatamente os conselhos que precisava para dar inicio absoluto ao estudo!

    Responder
  17. Olá tenho 17 anos e quero fazer concurso na área jurídica, ou administrativa me ajuda em algumas opções de concurso que tem mas vagas ou são menos concorridas por favorrrrrrrr

    Responder
    • Amanda,

      O melhor caminho é ir em um site especializado, como o PCI Concursos, para ver quais os que têm mais vagas ou menos concorrência.

      Mais importante do que buscar um concurso pouco concorrido é encontrar uma vaga que tenha a ver com o trabalho que você quer fazer (você fará isso pelo restante da vida!) e aprender a disciplina de estudar todo dia.

      Abraços!

      Responder
  18. Bom dia, li seu artigo e fiquei com dúvida quanto ao método de estudo: vc lia a matéria em livros ou em materiais? Fez resumos,,,,

    Responder
    • Oi Jacqueline,

      Eu lia tanto em livros quanto em materiais de cursos on-line. Em vez de resumos, eu fazia mapas mentais.

      Abraços!

      Responder
  19. Boa noite!
    Estou começando o segundo período do curso de Direito, desde que entrei na faculdade meu objetivo é o INSS, gostaria de começar a estudar para o concurso desde já, porém ainda não tive matérias que caem nas provas. Com isso não sei por onde começar quando pego um livro dessas matérias e as questões do concurso é mais confuso ainda. O que você me aconselha fazer?
    Tenho uma dúvida também com mapas mentais, como fazer?
    Obrigada pela iniciativa de publicar essas informações.

    Responder
    • Oi Rayssa,

      Recomendo pegar o edital do último concurso do INSS e listar as matérias que caíram. Depois, pesquisar na internet qual o melhor livro de cada uma dessas matérias. E aí começar a estudar esses livros, começando do primeiro capítulo. Quando já tiver uma pequena base teórica, começar a fazer exercícios no site Questões de Concursos, filtrando as questões para aparecer somente as matérias e os assuntos que você já tenha estudado.

      Abraços!

      Responder
  20. Olá, Walmar. Parabéns pelas conquistas .
    Li os comentários nos posts sobre esse assunto e tenho uma dúvida em relação a logistica do dia do concurso : tenho vontade de prestar concursos fora do Estado em que resido e tenho medo do dia do concurso , por exemplo, quanto tempo antes (quando) me deslocar para a cidade do concurso – com que antecedência -, qual transporte adotar para não perder o horário de fechamento dos portões, ir ao local de prova antes do dia do concurso ou não … Não sei como fazer . Como você fez quando fez o concurso em Brasília e morava fora do país ?
    Obrigada

    Responder
    • Oi Soraya,

      A vaga era para Brasília, mas eu fiz o concurso no Recife, minha cidade natal. Saí de Barcelona na quarta-feira e cheguei na quinta (a prova era domingo).

      Para um deslocamento dentro do país, se a prova for no domingo de manhã, por exemplo, eu viajaria de maneira a chegar na cidade da prova na sexta-feira à noite.

      Abraços!

      Responder
  21. Bom dia Walmar! Antes de mais nada , parabéns pelo site . Ele esta sendo muito útil essa minha nova jornada , muito bacana mesmo.
    Eu queria te fazer uma pergunta, qual livro de português que você indicaria para o estudo E o mesmo , vc saberia me informar se esta disponivel na internet?

    bjs e brigadinha =]

    Responder
    • Daine,

      Eu utilizei a Gramática da Língua Portuguesa para Concursos, do Nilson Teixeira de Almeida.

      Depois usei o livro “Português FGV – Provas comentadas” do Décio Sena, já que a FGV seria a banca. Esse autor tem uma série de livros analisando provas, uma para cada banca.

      Abraços!

      Responder
  22. Bom dia,
    Estou estudando para concursos desde janeiro e creio que esteja no caminho certo, mas sempre procuro ler novos materiais sobre técnicas de estudo para melhorar cada vez mais minha forma de estudar.
    Gostaria de parabenizá-lo pelo site, repleto de posts excelentes.
    Inclusive, “perdi” a minha manhã de estudo hoje porque não consegui para de ler os artigos (hahaha). Em compensação, ganhei novas e preciosas informações que, com certeza, somarão nessa minha caminhada rumo à aprovação!

    Parabéns, mais uma vez, por dispensar do seu tempo para ajudar pessoas desconhecidas que desejam chegar onde vocês chegaram!

    Responder
  23. Oi, Walmar

    Parabéns, pelo post.
    Como você aprendeu a fazer os mapas. Tem algum material que possa me indicar para aprender a fazer.

    Obrigada.

    Responder
  24. Oi estou começando agora a estudar para concursos e adorei suas dicas tenho fé em Deus que chegarei lá obrigado pelas dicas.

    Responder
  25. Ótimas dicas! Adorei!

    Responder
  26. Walmar, como vc fazia para controlar sua concentracao, nao perder tempo conversando com familiares, amigos e tal? Isolou de todos? E como lidar com isso?

    Responder
    • Luciana,

      No primeiro concurso que fiz, eu morava na Espanha e dividia o apartamento com três outras pessoas (uma delas a minha namorada, hoje esposa).

      O casal de gringos que morava comigo não respeitava nada. Só havia uma sala com cozinha americana no apartamento e eles viviam conversando, ouvindo música, cozinhando etc. Foi bem difícil.

      No segundo concurso, eu morava sozinho em Brasília (minha família é do Recife). Fiquei 3 meses sem ir para Recife, sem ver familiares nem namorada. Isolei mesmo, fiquei todo esse tempo sem sair, a não ser para o trabalho. Até a academia eu tranquei por três meses.

      Abraços!

      Responder
  27. Olá, Walmar, o que vc acha dessa situacao do governo de desmembrar orgaos e nao realizar concursos por conta do corte de gastos? É algo para desmotivar?

    Responder
  28. Oi Walmar,

    Você também cortou a atividade física após ter saído o edital do 2º concurso ? e Quantos meses seguiu nesse ritmo até a prova.

    Vou me preparar para 1 ano de estudos e procuro me espelhar no seu método.

    Valeu !

    Responder
    • Oi Gabriel,

      Sim. Eu recebi a notícia de que havia saído o edital do segundo concurso por volta das 6h30, quando estava na academia e estava passando o Bom Dia DF. Na mesma hora, parei o exercício, tranquei a academia e só voltei dois meses e meio depois.

      Responder
      • No primeiro concurso onde você teve uma média de 4 meses de estudo, preferiu manter o vida com academia, lazer e namoro . Então queria saber se só vale a pena cortar essas atividades em reta final como no caso do edital já estar publicado.

        Além disso, vi que você indicou o livro do Alexandre Meireles sobre como estudar para concursos. Porém eu já tinha comprado o livro do Willian Douglas com o mesmo tema. Queria saber se você tem o conhecimento e se a abordagem é muito diferente.

        Obrigado

        Responder
        • Olá Gabriel,

          Eu diria para cortar atividades essenciais (como exercícios físicos) só na reta final mesmo (após o edital) e se você não tiver mais tempo.

          Eu já vi o livro do William Douglas, mas nunca li. O volume que eu vi era bem grande, achei o do Alexandre Meireles mais direto ao ponto. Mas ambos são bem reconhecidos, devem ser conteúdos semelhantes.

          Responder
  29. Oi! Não sou o Walmar mas posso tentar te ajudar. Sobre a dor de cabeça, vc deve estra estudando mais do que deveria uma mesma matéria. Analise quanto tempo você consegue estudar sem dor de cabeça e sem perder a concentração, no meu caso é 1h30 no máximo cada disciplina, 1 minuto a mais que isso e eu já vou para o mundo da lua, paro 15 minutos ou 30 se o planejamento admitir e depois volto para a outra disciplina. Outra coisa, o tempo de estudo de cada disciplina não deve ser gasto só com leitura. No inicio deve ser 80% do tempo de leitura e 20% de exercicios, depois vai aumentando conforme aumenta o conteúdo estudado. Isso ajuda tanto para assimilar o conteúdo quanto para relaxar, eu adoro responder questões.
    Sobre anotar ou grivar é uma questão mais individual, você que sabe qual tecnica vai te fazer aprender mais. Eu prefiro grifar, mas faço isso de acordo com os exercicios que vou respondendo, não grifo o que eu acho importante, grifo o que caiu em provas anteriores, depois se alguma coisa que é realmente importente possou batido eu marco também. Espero ter ajudado.

    Responder
  30. Oi, Walmar, parabéns pelas conquistas. Muito bom seu texto. Como vc escolheu seu primeiro concurso? E sentiu desanimo ao longo do percurso?

    Responder
    • Rita,

      O meu primeiro concurso eu escolhi “na doida”. Eu estava em Barcelona, decidi estudar, fui no site do G1 e li uma notícia de que o concurso da Aneel havia sido autorizado dois dias antes. Fiz as contas e achei que o concurso sairia em 4 a 6 meses (saiu em menos tempo) e que daria para eu estudar. Não foi nada muito planejado, diferente do segundo.

      Abraços!

      Responder
  31. Oi Walmar!
    Primeiro gostaria de parabenizar a você e a todos os colaboradores do site pelo excelente trabalho! O site é muito prático, objetivo e adoro o carinho com que vocês realmente respondem aos comentários!

    Gostaria de saber se você conhece algum site sério em que eu possa pegar dicas de autores de bons livros, estou precisando de inglês, Microeconomia e Macro. Tenho muita dificuldade de encontrar informações confiáveis aqui na internet.

    Muito obrigada!
    Mariana

    Responder
    • Oi Mariana,

      Obrigado pelos elogios! Eu não conheço autores de economia para concursos para te indicar. Inglês eu não estudei por livros, apenas fiz questões no site Questões de Concursos.

      Abraços!

      Responder
  32. Walmar, desculpe incomodar novamente. E como vc fazia para lidar com família e amigos cobrando sua presenca qndo vc previsava estudar?

    Responder
    • Oi Luciana,

      Na verdade, só quem cobrava isso era minha namorada. No primeiro concurso, eu morava em Barcelona só com ela. No segundo, eu morava sozinho em Brasília.

      Eu entendia a cobrança, mas seguia em frente estudando mesmo assim. É um dos sacrifícios que tive que fazer na época.

      Responder
  33. Acessando o blog pela primeira hoje e é simplesmente maravilhoso, adorei! Parabéns :*

    Responder
  34. Boa tarde !

    Eu me chamo Gabriel , sou iniciante em concurso e não tive uma base Boa anteriormente . Por isso encontro muita dificuldade em estudar .

    Pôr favor , será que tem uma orientação de com o devo estudar ?

    Grato a resposta .

    Responder
    • Oi Gabriel,

      A orientação é este próprio post. No seu caso, como falta base, começa pela disciplina mais essencial: português.

      Responder
  35. Olá Walmar. Este mês inicio meus estudos para concurso. Hoje terminei de baixar todo o material com base no edital anterior. Enquanto baixava este material li alguns de seus posts e vão ser de grande valia. Nunca estudei pra concursos e ainda estou na universidade. Pegarei o minimo de matérias para focar no concurso que ainda esta só nos boatos, mas por questões financeiras só me resta passar ou passar.

    Obrigada. Vou seguindo seus comentários

    Responder
  36. Olá Walmar,
    Este mês iniciei meus estudos para prestar meu primeiro concurso. Estou estudando há duas semanas, mais ou menos, e já estou nervosa, ansiosa e com medo de não conseguir.
    Não sei ao certo qual a forma que devo estudar para garantir minha vaga em um concurso público, não sei se estou estudando da maneira correta. Como comecei agora, estou estudando apenas a teoria, para ter bagagem para a pratica dos exercícios. Basicamente minha estratégia está sendo ler o conteúdo e “fazer resumos”. Não sei se é por causa da minha ansiedade mas estou achando esse processo lento e difícil, principalmente nas matérias de direito. As apostilas que estou usando trazem capítulos longos e, por causa dos resumos, não consigo vencer os capítulos em duas horas. Minha postura nos estudos não é conseguir consumir o maior número de matérias em pouco tempo mas entendê-las da maneira correta, o grande problema é que não sei se estou fazendo isso da maneira certa.
    Preciso muito de ajuda para direcionar melhor meus estudos e, principalmente, preciso ter mais segurança na maneira como estou estudando. Sou uma pessoa que gosto de ver resultados e quando não os vejo acabo me desanimando. Já iniciei e parei de estudar para concursos diversas vezes, não quero que dessa vez isso se repita; dessa vez quero estudar como nunca antes.
    Outra dúvida são os cursos online para concursos oferecidos na internet. Eles valem a pena ou o material escrito, como apostilas e pdf’s, já são o suficiente? O que eu preciso ter em mãos em termos de materiais para estar adequadamente equipada para me preparar para a prova?
    Desde já agradeço sua ajuda.

    Responder
    • Oi Maria,

      Acho que melhor do que fazer resumos é fazer mapas mentais. Eles são melhores para revisar, na minha opinião, pois tomam menos tempo e as imagens são mais fáceis de memorizar. Com a prática, aprende-se a fazer rápido também.

      Sobre cursos online, existe de tudo no mercado. Eu só fiz os do Ponto dos Concursos, que na época eram muito bons. Mas basicamente eram PDFs. Não gosto de vídeo aulas, pois não me prendem a atenção e acho muito demorado. Mas é gosto pessoal…

      Abraços!

      Responder
  37. Eu estava cheia de dúvidas, mas depois desse conteúdo eu abri a minha mente. Muito obrigado!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *