Quando escrevo sobre aproveitar cada momento e amar o que você faz, as pessoas frequentemente perguntam: E quando você tem que fazer algo de que não gosta?

Você nâo pode sempre gostar do que você está fazendo, certo?

Na verdade, você pode. Você só tem que se lembrar de como é ser uma criança.

Certamente, há coisas que nós temos que fazer todo dia e que pensamos ser um tédio: cuidar da casa, tarefas rotineiras, participar de reuniões que fazem você querer bater a cabeça contra a mesa. Mas esses só são momentos tediosos porque nós escolhemos fazê-los tediosos.

Pegue a minha filha Noelle, de seis anos, como exemplo. Ela tem que ir ao dentista, o que é uma atividade de rotina para a maioria das pessoas. Nós tomamos a condução e andamos alguns quarteirões. No metrô, ela cantou, achou coisas interessantes para ver pela janela, jogou jogos comigo. Enquanto andávamos, ela falou sobre como o prédio em que fica o consultório do dentista poderia alcançar o céu azul. E ainda quis apostar comigo que ela estava certa (dez abraços se eu ganhar, R$ 1 se ela ganhar). O elevador que subiu até o décimo oitavo andar para ela era uma montanha russa.

Tudo o que ela faz se transforma em um jogo, uma oportunidade para imaginar e explorar, ou no mínimo uma oportunidade para cantar uma canção. Ela nunca se entedia. Por quê?

Porque ela não vê nada como tedioso. Tudo é novo, e sempre há um novo jogo para brincar.

Nós podemos fazer isso também. Cada tarefa pode ser transformada em um jogo. Cada caminhada pode ser encarada com uma mente de principiante, de modo que vemos o nosso ambiente de uma forma nova, maduro para a exploração. Cada tarefa chata pode ser transformada em um desafio, em um jogo.

Meu filho de oito anos, Seth, corre para todo lado, sempre pulando. Enquanto andamos pela rua ele é um lobisomem, um mago, um super-herói. Uma sala de estar transforma-se em um lugar para fazer uma fortaleza, isopor se transforma em um brinquedo, e se não houver nada para brincar, ele fica criando histórias em sua cabeça. Como você pode se entediar se você a vida dessa maneira?

Embora eu não queira dizer a você como brincar, a pedidos, aqui vão alguns exemplos:

  • Cante enquanto faz algumas tarefas
  • Lave as louças como uma forma de prática de atenção
  • Faça das tarefas no computador um jogo: veja quão rápido você consegue deixar sua caixa de entrada vazia
  • Conceda pontos a si mesmo ao completar suas tarefas, e veja quantos pontos você consegue a cada dia
  • Pule em vez de andar
  • Imagine que está em um filme quando você tem que enfrentar uma reunião
  • Desafie-se!
  • Faça apostas com amigos quando tem que fazer coisas das quais normalmente você não gosta
  • Toque música, dance por aí
  • Faça uma dança da vitória depois de fazer algo bom
  • Brinque com seus colegas chamando-os de Jeeves
  • Só mande SMS em espanhol
  • Jogue jogos para aprender coisas novas
  • Quando enviar um e-mail, faça barulhos de fax
  • Quando tiver que limpar algo, narre suas ações imitando Galvão Bueno
  • Imagine que seus colegas de trabalho são robôs, ou vampiros
  • Converse com seu computador; dê um nome a ele
  • Finja que você nunca esteve em lugar algum antes, e que tudo é novo para você
  • Sempre que for fazer algo, pergunte-se: O que Dwight Schrute (personagem de The Office) faria?
  • Tente rimar seus emails ou tweets

OK, nem todas são grandes sacadas, mas tenho certeza de que você pode pensar em melhores, desde que pegue a ideia da coisa.

Nós tivemos as brincadeiras tiradas de nós, nesses anos todos de escola e trabalho. Traga-as de volta, observando as crianças e vendo como a vida é incrível pra eles.

Este post foi inspirado pelo texto de Suraj Shah Last day living.

“Nós não paramos de brincar porque ficamos velhos; nós ficamos velhos porque paramos de brincar” (George Bernard Shaw)

Traduzido de Zen Habits com autorização do autor.

Receba as atualizações

3 Comentários

  1. Simplesmente: FANTÁSTICO!

    Responder
  2. curti a leitura e me fez lembrar de coisas tão simples que podem fazer toda a diferença^^ bom artigo champz!

    Responder
  3. Agora é só por em prática!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *