Já mencionei em outros posts que fiz uma pós-graduação em Barcelona entre 2009 e 2010. O que não contei é a história de como fui parar lá.

Tomei a decisão de ir estudar na Espanha muito em cima da hora, pouco menos de dois meses antes de começar a pós. Sendo assim, não tive muito tempo para estudar espanhol. Tudo o que eu sabia devia a seis meses de um curso básico que fiz no já longínquo ano de 2000.

Como era uma viagem com sérias restrições orçamentárias, também não deu para me matricular em um intensivo para aproveitar esses dois meses antes da viagem. Tive que apelar, então, para a velha tática do tudo (quase) grátis: baixei filmes em espanhol, com legendas em espanhol, fiz o download de todos os episódios do podcast SSL4You, mudei o idioma do Gmail e dos demais aplicativos possíveis para espanhol, enchi o mp3 player e o som do carro com músicas hispânicas e comprei dois livros sobre o assunto.

Um era uma espécie de gramática que não valeu a pena, mas o outro foi essencial para falar bem: Espanhol Passo a Passo, de Charles Berlitz.

Ao chegar a Barcelona, tinha algum receio quanto à comunicação, mas logo vi que seria bobagem. É fácil compreender o que os espanhóis falam (bem, pelo menos a maioria deles) e é facílimo ler em espanhol, mesmo os textos acadêmicos. Falar também não é complicado. Obviamente sai muita coisa errada, mas a comunicação é realizada sem maiores problemas.

Como se não bastassem os percalços, um dos professores da pós tinha como regra que o aluno que chegasse atrasado tinha que contar uma piada em frente a todos. Pois, cheguei atrasado logo no segundo dia de aula, com poucos dias na Espanha, e já tive que fazer o pessoal rir. Se sou tímido em português, imaginem em espanhol.

Então, a dica que dou para quem estiver em uma situação de emergência é fazer uma imersão no idioma em todo o tempo que estiver disponível. A similaridade com o português ajuda bastante, ao menos para falar e escutar. A leitura também não é problema. A parte mais difícil sem um estudo mais aprofundado, ao menos para mim, foi a escrita. Mas se sua viagem não for acadêmica, dá para aprender bastante do idioma sem grandes esforços.

Vencendo essa barreira, depois você pode se arriscar em aprender idiomas realmente difíceis.

Receba as atualizações

Publicado por Walmar Andrade

Criador do Mude.nu, Walmar Andrade é bacharel em Comunicação Social, com extensão em jornalismo on-line (UFPE), MBA em Planejamento, Gestão e Marketing Digital (FECAP-SP) e Master en Comunicación Empresarial (INSA-Barcelona). Escreve sobre comunicação e marketing digital no blog Fator W.

8 Comentários

  1. Muito bom. Estais de parabéns. Esse site é fantástico, muito bom mesmo.

    Responder
  2. Gostei das dicas. Um bom exemplo também é trabalhar em alguma empresa que possua setores de integração com outros países de lingua espânica. Eu trabalho em um grupo que foca no mercado latina america e uma das sedes fica na Espanha. Isso ajuda muito pois de tanto ouvir, escrever emails e conversar você acaba aprendendo uma série de palavras. No começo você utiliza meio sem noção e quando não sabe uma palavra tenta falar no português que as pessoas pelo o contexto tentarão entender.
    Estudar os falsos amigos do Espanhol também é uma boa dica para não pagar micos e sempre que possível aprender palavras que não existem no idiomas espânico como por exemplo “Pierto”. Na verdade seria cerca!

    Responder
  3. Espanhol é o primeiro idioma que quero aprender a falar fluentemente. Quando estudei espanhol no colégio, me apaixonei e o professor deixava as aulas ainda mais divertidas, montando peças de teatro e músicas. Meu gosto pelas cantoras Belinda, Anahi e Shakira me ajudam muito na pronúncia =D Essa semana achei um site para baixar livros gratuitos em espanhol e baixei cerca de 20 títulos (sem contar as grandes séries como Harry Potter, Crônicas Vampirescas, entre outros). Quando teve o tal do JMJ no Rio, eu trabalhava num fast-food, onde tive contato com os espano-americanos e consegui me comunicar melhor do que esperava. Tive umas 4 semanas de aulas com uma professora Uruguaia, num curso gratuito e era muito legal. Queria encontrar algumas novelas com legenda em espanhol para assistir. Na minha tv a cabo tem o Canal de las Estrellas mas sem legenda (às vezes tento entender alguma coisa haha). Adorei as dicas e espero que saibam que me inspiram muito e me dedicarei para cumprir cada um dos desafios! \o/ ¡Hasta pronto! =D

    Responder
  4. Parabéns!!!! e tai gostei da ideia…..

    Responder
  5. Morei 3 meses na argentina, maio/2014 a agosto/2014. Aprendi a entender o espanhol escrito e falado mais ainsa nao falo bem, embora entendo bem. Quero aprendrt a falar melhor….

    Responder
  6. Cara! Até estou ficando tipo vigiado Nesse bloco. Parabéns irmão. Aqui estou aprendendo muito Com esse blog. Contém temas e ideias construtivas. Desde que conhecí esse blog minha vida não museu (ainda) mas meu meu psicológico está cada vez mais forte. Produzindo grandes e novas ideias que Com certeza, depois de ler sobre procristinação, vou realizar-os. Parabéns … excelente trabalho

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *