A maioria das pessoas é ensinada que o nosso corpo comporta-se de acordo com o que estamos na mente. Em outras palavras, a mente controla o corpo.

Se uma pessoa está triste, seus olhos e cabeça ficam para baixo, os ombros ficam arriados, os cantos da boca também caem. A respiração torna-se superficial. Os movimentos, lentos.

O que não nos ensinam é que o contrário também acontece: o corpo também controla a mente. Se você duvida, faça um teste: deixe a coluna reta, ombros para trás, cabeça levemente para cima, olhos para o alto, um grande sorriso no rosto. Respire fundo.

Agora, mantendo essa postura, tente ficar triste. Não vale tirar o sorriso, olhar para baixo, nem mudar nada no seu corpo. Vai ser muito difícil você conseguir ficar triste mantendo o corpo dessa forma.

Por que isso acontece? Corpo e mente estão totalmente interligados. O escritor Nuno Cobra, por exemplo, afirma que é um erro a abordagem que estamos acostumados a fazer entre corpo e mente. Ambos são uma coisa só.

Se o seu corpo está enviando sinais para sua mente – através da postura, do sorriso, da respiração – é quase impossível que sua cabeça consiga ficar em outro estado que não aquele.

Como isso pode ser útil? Ora, sempre que quisermos nos sentir de determinada forma, tudo o que temos a fazer é colocar o corpo na posição apropriada para aquele estado de espírito.

Tente um exercício oposto ao do início deste post. Olhe para baixo, cabeça para o chão, ombros arriados, costas arqueadas, respiração superficial, boca em formato de :(

Veja como, com poucos segundos nessa postura, você tende a se sentir triste.

Controlar nosso corpo é infinitamente mais fácil do que controlar os nossos pensamentos. Sendo assim, quando quisermos mudar um estado de espírito devemos simplesmente manipular nossa postura, nossas expressões faciais e nossa respiração para que fiquem como se estivessem da maneira como na realidade queremos estar.

O que estamos fazendo aqui é hackeando nosso próprio cérebro para que, através dos sinais que são normalmente o output, obtenhamos o input que estamos querendo.

Amy Cuddy palestra no TED Talks sobre como mudar sentimentos pelo corpo

Receba as atualizações

3 Comentários

  1. Legal a possibilidade de manipular o sentimento através do corpo, mas para isso é preciso ter muuuita força de vontade,opa! outro sentimento e agora?

    Responder
  2. Muito verdade isso, já aconteceu comigo inúmeras vezes. Agora vou praticar a felicidade.

    Responder
  3. Difícil é lembrar disso na hora que estamos pra baixo, mas funciona. :)

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *