Uma casa organizada pode ser sinônimo de tranquilidade e de muito trabalho ao mesmo tempo.

Tranquilidade porque ao entrarmos em um ambiente limpo, com cada coisa em seu lugar e com um visual minimalista, sentimos uma sensação de paz.

Trabalho porque, em regra, para deixar uma casa daquele jeito é preciso muita disciplina ou um bom tempo arrumando tudo todo santo dia. Ou então pagar alguém para fazer isso diariamente, o que tem sido cada vez mais raro.

A melhor maneira de manter uma casa limpa e organizada sem ter o imenso trabalho de estar organizando tudo a toda hora é reduzir todos os pertences ao mínimo necessário, sem manter nada em excesso.

Uma vez que você tenha poucas coisas dentro de casa, o processo de arrumação fica muito mais fácil. Tudo o que você tem que fazer é seguir a máxima de “um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar”.

Veja alguns passos práticos para colocar em prática a ideia de uma casa minimalista:

  1. Uma gaveta de cada vez: por menor que sejam os apartamentos hoje em dia, ainda assim é um bocado de coisa para arrumar de uma só vez. A melhor estratégia, até para evitar a procrastinação, é começar muito pequeno. Em vez de pensar que vai arrumar a sua casa, pense que vai arrumar só a próxima gaveta.
  2. Use timeboxes: já falamos sobre o conceito de timebox. Separe um intervalo de tempo (15 minutos, meia hora, uma hora) e dedique-se exclusivamente a arrumar a próxima gaveta.
  3. Tire tudo e só retorne o necessário: a melhor maneira de guardar apenas o essencial é retirar tudo da gaveta, prateleira, armário, caixa ou o que quer que você esteja arrumando e devolver apenas o que for necessário. Se você estiver em dúvida se algo é essencial ou não, compre caixas de papelão e anote a data do dia da arrumação. Coloque na caixa os itens sobre os quais você têm dúvida. Seis meses depois da data anotada na caixa, se você ainda não tiver utilizado os itens, é porque são supérfluos. Descarte-os.
  4. Digitalize: papéis são a maior praga para quem quer manter uma casa organizada e minimalista. A solução é digitalizar o que for importante usando um scanner portátil como o Doxie Go (veja a resenha do Efetividade). Para os papéis impossíveis de serem jogados fora, compre diversas pastas plásticas e etiquete-as com os assuntos relacionados. Você também pode guardar somente em formato digital DVDs, CDs, fotos e até mesmo livros.
  5. Filtre tudo o que entra: no dia-a-dia, vamos sempre trazendo tralha para dentro de casa. São folhetos que nos entregam, coisas que ganhamos, itens que compramos. Procure filtrar tudo o que entra na sua casa, para facilitar o trabalho de organização futuramente.

Se você precisar de inspiração sobre como dar uma geral na sua casa, procure assistir a alguns episódios da série Acumuladores nos canais Discovery. As soluções para os casos extremos lá retratados podem ser de grande ajuda para você.

Aliás, quais as suas dicas para manter uma casa minimalista e organizada?

Receba as atualizações

1 Comentário

  1. Eu li esse post e achei interessante. Então eu decidi pô-lo em prática, e deu certo! Na minha casa eu tirei a televisão da sala e só deixei a televisão dos quartos. Agora, quando uma visitam vem para cá, é muito melhor conversar. Sem barulho nem distrações, assim posso me dedicar a conversa etc. Ao invés de móveis que lotavam o meu quarto, eu os substitui por pinturas, estantes simples para livros, e até desenhos nas paredes. A minha casa se tornou o meu verdadeiro lar, de lazer. Rs… Enfim, eu só queria compartilhar a minha experiência.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *