Então você quer ter uma casa minimalista. Você livra-se dos excessos, digitaliza papéis, livros, CDs e DVDs, corta redundâncias, retira os ímãs da geladeira, define um lugar para cada coisa e mantém cada coisa em seu lugar.

O problema é que, depois de todas essas mudanças iniciais, a vida continua acontecendo. Você continuando sujando louças, deixando cabelos no ralo do banheiro, fazendo montinhos de roupa suja no canto do quarto, acumulando lixo até encher o cesto etc.

O título deste post é um pouco enganoso, pois na verdade só há uma regra básica para manter uma casa sempre minimalista: não deixe rastros. É essa regra básica que se desdobra em cinco regras práticas:

  1. Roupas no cesto ou no armário: sabe aquelas roupas que usamos uma só vez e “ainda não temos certeza” se estão sujas ou não? Costumamos deixá-las no limbo, fazendo um montinho no canto do quarto. Acabe com isso. Só há dois destinos para a roupa depois de usada: ou vai para o cesto de roupas sujas ou vai pendurada de volta ao armário.
  2. Sujou, lavou: nunca deixe a louça acumulando na pia até o último copo de requeijão limpo para beber água. A regra do “sujou, lavou” é a melhor forma de manter tudo em ordem. Além disso, lavar apenas um prato, um copo e dois talheres não é algo tão demorado e fazer a limpeza logo após o consumo é mais fácil, pois os alimentos ainda não estão ressecados na louça.
  3. Lixeira pequena renova-se todo dia: troque a sua lixeira de 30 litros por uma bem pequena, que caiba apenas uma sacolar de supermercado. Jogue fora o lixo todo dia. Além de ser bom para manter a casa em ordem, este é um hábito bastante saudável. Talvez você possa acumular mais o lixo seco, reciclável, mas o lixo orgânico deve ser mesmo trocado todo dia.
  4. Limpe o banheiro após o uso: é a mesma regra da louça. Logo depois de se barbear, limpe a pia. Ao fim do banho, passe uma água e retire o que for necessário. Mantenha as coisas sempre em ordem.
  5. Guarde itens após o uso: depois de assistir a um filme, guarde o controle remoto. Depois de ler um livro, guarde-o de volta na gaveta ou na estante. Após usar qualquer item, ponha-o em seu lugar. Sempre.

Transformar essa atitude de não deixar rastros em um hábito é a melhor forma de manter uma casa minimalista.

Receba as atualizações

5 Comentários

  1. Ótimas dicas! Eu, há alguns anos, já venho buscando esse estilo de vida. Tenho um site sobre o assunto e caso alguém se interesse mais, basta procurar por VidaMinimalista.com
    Vamos reduzir, viver uma vida mais tranquila e aproveitar melhor o nosso tempo com o que mais importa para nós? Chega de supérfluos e coisas que não somam nada em nossas vidas. =)

    Responder
  2. Comecei minha vida minimalista. Mas tenho muuuuita coisa para alcançar. Muito bom!

    Responder
  3. Tenho muito que aprender, essa questão de organização da casa é uma coisa que eu luto constantemente, pois sou desorganizada, sou do tipo que arruma a casa de manhã, e durante o resto do dia acabo bagunçando tudo de novo! Aceito o desafio!!!!!

    Responder
  4. Essa regra, justamente com o “destralhamento” são simplesmente as coisas mais eficazes nesse processo mesmo. Adotei algumas regras do sistema flylady antes de ingressar neste desafio e entre elas está essa. Tenho conseguido manter a casa muito mais racionalizada e habitável desde então, este post veio reforçar que essa prática do não deixe rastros é pra ser assimilada de uma vez por todas.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *